Mendigos de Nova York usam o Twitter para serem ouvidos

Danny (@putodanny), Derrick (@awitness2011), Albert (@albert814) e Carlos (@jessie550) são quatro mendigos de Nova York que agora estão no Twitter, onde esperam ser ouvidos. Eles receberam celulares pré-pagos com acesso à Internet ilimitado por um mês e, em suas páginas da rede Social contam seus anseios, sonhos e principlamente como é viver nas ruas de uma das cidades mais populosas do mundo.

O objetivo é despertar a consciência das pessoas e mostrar um pouco dos desafios diários de ser um morador de rua em uma grande metrópole.

Os criadores do Underheard in New York (@underheardinNY) ensinaram os desabrigados a acessar e usar o serviço para escrever sobre o que quisessem. A iniciativa foi desenvolvida por Rosemary Melchior, Robert Weeks e Willy Wang, três estagiários da agência de propaganda BBH, após um desafio lançado pela empresa para que fizessem algo bom e com destaque, de acordo com o site Mashable.

Apesar de não terem milhares de seguidores, os quatro usuários oferecem a possibilidade de pensar sobre a solidão, as dificuldades e a bondade em uma grande cidade.

Acompanhe-os e veja o que eles tem a dizer.

 

 

 

Anúncios

Twitter habilita opção “Always use HTTPS”

Depois de muitos perfis foram hackeados, a partir de agora, os usuários cansados ​​e amendotados passam a contar com a opção ” Always use HTTPS” ou, “Usar sempre HTTPS” . HTTPS, ou Hypertext Transfer Protocol Secure utiliza o SSL / TSL protocolo HTTP, além de assegurar a comunicação criptografada em um canal seguro. Isso protege os usuários em redes inseguras, como wifi em locais públicos.

Enquanto os usuários do Twitter poderia utilizar HTTPS antes visitando https://www.twitter.com /, eles agora têm a opção de tê-lo sempre ligado. Além disso HTTPS será usado quando você entra no Twitter e no Twitter para iPhone e IPAD.

Usuários em navegadores móveis precisam acessar por: https://mobile.twitter.com para acessar o recurso,  mas o Twitter está tentando fazer o trabalho de criação em todos os aparelhos, na esperança de eventualmente fazer HTTPS a configuração padrão.

 

Leia mais aqui.

 

KLM Surprise – Seja surpreendido durante seu embarque ou desembarque!

Quando os viajantes KLM (Royal Dutch Airlines) compartilham os planos de viagem por meio do Foursquare a partir do checkin em um dos venues da cia em Amsterdam no aeroporto de Schipol,  a companhia utiliza as informações adicionais das mídias sociais (as ligadas ao Foursquare) para surpreender o passageiro durante o embarque ou desembarque. Os funcionários da KLM surpreendem o passageiro “alvo” com um presente customizado a partir das informações postadas nas redes sociais bisbilhotadas.

Sem dúvidas deve ser sensacional ser surpreendido do nada por funcionários de uma cia áerea que te entragarão um presente que de certo terá a sua cara.

A equipe do KLM Surprise não só “ouve” as mídias sociais como o Foursquare com os checkins, e Facebook com as informações mais pessoais, mas s eengaja em selecionar os itens que resultarão em um presente personalizado para cada passageiro.

A ação  mostra mais uma vez o poder das redes sociais e a forma como suas informações estão ao alcance de todos.Eles deram uma pausa e pretendem voltar em breve com este “sustinho”. Então se você planeja viajar pela cia, não se esqueça de fazer dois checkins. O do voo e o do Foursquare!

Veja o vídeo da KLM Suprise – An experiment on how happiness spreads!

 

GAP: nova logomarca derrubada pelos consumidores nas redes sociais

A Gap, famosa marca de roupas californiana,  anunciou em sua página no Facebook que  seus esforços para o novo design do logotipo foram derrubados, principalmente por uma corrente de críticas que veio principalmente de usuários do Facebook e do Twitter.


Na semana passada, Gap lançou um novo logotipo, que chamou de “uma expressão mais contemporânea, moderna”. Clientes  não estavam tão entusiasmados com a mudança, e então a Gap decidiu solicitar aos usuários para suas ideias de um novo logotipo. No entanto, esse curso de ação foi revertida, também.

“Ok. Nós ouvimos alto e claramente que vocês não gostaram do novo logotipo. Aprendemos muito com os comentários “, disse a empresa em sua página no Facebook. “Nós só queremos o que é melhor para a marca e nossos clientes. Então, ao invés de crowdsourcing, estamos trazendo de volta esta noite a antiga logo”. De acordo com o site da Gap, o logotipo original fará seu retorno “em todos os canais.”

A reação contra o novo logotipo da Gap (e já extinto) foi  intenso. Além dos milhares de tweets e atualizações do Facebook estado de ridicularizar a sua concepção, as pessoas encontraram outras maneiras criativas de protesto contra o novo logotipo. Uma conta  falsa no Twitter reuniu milhares de seguidores, e o logo Gap se tornou um viral.

Enquanto a mídia social não foi a única razão que a Gap se sentiu pressionada a reverter para o antigo logo, que definitivamente foi um fator importante. As mídias sociais mobilizados e espalhar a palavra sobre a mudança do logotipo. Neste caso, a empresa ouviu seus clientes e quis evitar uma reação negativa dos consumidores com proporções maiores das já tomadas.

O dia em que o Migre.me parou

O encurtador de URLs mais famoso do país e 100% brasileiro ficou offline após uma transferência de servidor que deveria ter sido concluída em meia hora, na madrugada do dia 31 de agosto. Mas o tiro saiu pela culatra. Criado em 2009, o Migre.me já contabilizou mais de 10 milhões de usuários.

A empresa que hospedava o Migre.me  colocou os arquivos e o seu backup em uma mesma máquina, e agora eles estão tentando recuperar os dados. Como se você fizesse um backup de arquivos (que você não quer perder, óbvio) de um pc, para este mesmo pc. Ou seja, em bom português, se o computador der pau, você está fudido.

O criador do Migre.me, Jonny Ken, publicou um vídeo explicando o que aconteceu com o encurtador e se mostrou muito emocionado. Fiquei com dó. Ele até chorou…

Abaixo ken até faz piada e agradece o aopio dos internautas. O Migre.me está a salvo!

Aos poucos Jonny e sua equipe estão reparando os danos e informando os usuários através do Twitter. Mas a boa notícia é que já foi recuperado uma boa parte dos arquivos e o Migre.me está online novamente! rs

Reclamar via Twitter funciona? Minha saga para creditar milhas com a Gol Linhas Áereas/ RESOLVIDO

Sim meu prezado, adianta sim. Quem me conhece sabe que enquanto eu não resolvo um problema eu não sossego. E não aguento desaforo, sempre discuto argumentada nos meus direitos de consumidora. Não resolveu minha situação mando  pro Reclame Aqui, levo no Procon ou dou queixa na Anac. No meu calo que não pisam mais.

Depois de 3 semanas tentando, enviando e-mails e ligando pra central de atendimento, me estressei com a Gol. Quero creditar minhas milhas dos voos feitos pela KLM, que, como parceira Sky Team, me dá o direito de pontuar no programa de milhagens da cia brasileira, mas está praticamente impossível. Não quis pontuar pelo Flying Blue (programa de milhas da KLM-Air France) pra resolver primeiro a questão com a Gol e daí ver se dá pra salvar os pontos com a cia holandesa. Minha saga começou pelo site do Smiles, onde preenchi um formulário com os meus dados e enviei com o título pedido pela cia: “Informação”. Nessa primeira etapa enviei a cópia do meu boarding pass. Em resposta recebo este primeiro email:

Está bem claro que quem assina é a senhora Regiane Orlando, afirmando que a cópia dos documentos foi recebida. Mas para ser concluído, ela pede o envie da cópia dos bilhetes. Sendo que já tinha sido enviado. Mas até aí tudo bem, reenviei. Vamos ao segundo email:

Nesse email, a dona Regiane continua assinando e parece que não leu a minha resposta, em que eu eu dizia “ANEXO” em letras garrafais. Vamos ao terceiro email:

Já na terceira resposta quem passou a assinar foi o senhor Josias, confirmando que recebeu o meu boarding pass, mas que precisava do meu e-ticket. Detalhe: o boarding pass contém o número do e-ticket. Em resposta enviei o número do e-ticket, devidamente printado da página de reservas da KLM. Mas, os amiguinhos da Gol mandaram este email:

Daí passaram a bola para o amigo Vinicius, que deixa claro que eu preciso enviar o cartão de embarque (boarding pass) e o e-ticket para finalizar a análise. Amigo, eu enviei TUDO. No último email até agora, o amigo Tiago me respondeu:

Aí já foi tenso. Só faltou falar que eu não “estou munida” dos documentos. Meu Deus, como tem gente burra e ruim de serviço. Antes da minha resposta educada fui tentar a sorte no twitter. Mandei algumas perguntinhas para a @golcomunicacao, bem educadas, questionando o serviço que eles estão prestando. Depois de alguns minutos de desabafo e raiva, eles me enviaram uma DM e me pediram para enviar um email explicando o meu problema. Enviei um email com todos os documentos enviados e agora aguardo.

Querendo ou não são mais de 10 mil milhas, dependendo da época são 2trechos de ida-volta no Brasil ou 1 na América do Sul. E é direito meu obter essas milhas. Ah,  a Tam também não creditou os meus 500 míseros pontinhos GRU-CNF e estou aguardando os pontos da SAS, cia parceira na Star Alliance… Entrei em contato via Twitter e também estou aguardando uma posição.

Em suma, as coisas só andaram porque eu reclamei no Twitter. Nenhum serviço de atendimento ao cliente – email, call center, atendimento online – funcionou. total fail! Não sou uma pessoa famosa, mas sei fazer barulho. Se eu tiver que deixar de voar pela Gol eu o faço sem problemas. Mas respeito ao consumidor é o mínimo que eu exijo.

Vou deixar o post em standby e espero voltar com boas notícias.

UPDATE:

Fiz uma fuzarca no twitter, e graças à um retuite do @Lediocarmona muita gente também retuitou e me ajudou!

Me ligaram da Central Smiles hoje (17-08) às 16h10. O rapaz pediu mil desculpas. Primeiro alegou que não eles não receberam os documentos. Passei os 4 protocolos. Enviei novamente os documentos até que ele recebeu e disse que iria voltar a me ligar. Me ligou novamente e falou que precisava do boarding pass do segundo trecho da ida, mas que os outros estão ok. Enviei, mas acho que não vou pontuar esse trecho porque o pessoal em Amsterdam pegou o boarding pass e me deixou somente com o ticket inicial e o da bagagem. Enfim, concluiu dizendo que até amanhã minhas milhas estarão no meu smiles e encerrou pedindo MIL DESCULPAS. Acho digno. Ninguém me faz de boba, não!

Mídias Sociais e as Eleições 2010

Hoje começa a propaganda eleitoral e todos já sabem que a nova estratégia de marketing político para as eleições neste ano vão ser as mídias sociais.

Desde o sucesso alcançado pelo presidente americano Barack Obama, que, em 2008 utilizou (e ainda utiliza) das redes Youtube, Twitter, Facebook, MySpace e Flickr como estratégia na corrida presidencial, muitos chefes de governo como Sarkozy, Ângela Merkel e Berlusconi utilizaram do mesmo meio.

De acordo com o Politweets, ferramenta que contabiliza a participação de políticos no Twitter, até o momento um governador, 13 senadores, 27 deputados federais e quatro deputados estaduais utilizam o microblog.

Com a popularização dos tweets entre os mais populares candidatos à presidência do Brasil (Marina Silva, José Serra, Dilma Rousseff), existe a opinião pública virtual, que vem sendo muito influenciada pelo que circula na internet. Os três candidatos utilizam do Twitter principalmente para agradecer o apoio recebido pelos seguidores.

Estar presente nas redes sociais em 2010 não será o suficiente para colher sucesso nas urnas. O público presente nas redes sociais quer uma figura humanizada do candidato. Dilma Rousseff, candidata pelo PT, utiliza seu espaço para comentar os jogos do Brasil durante a Copa do Mundo. José Serra, por sua vez, fala da família e chegou a explicar um cacoete que tem; sempre falar “olha” quando inicia uma frase. No Facebook de Dilma Rousseff, fica claro que o status é atualizado por uma equipe que cuidadosamente monta o perfil da candidata. A mesma página do candidato José Serra. Marina Silva convida o usuário a curtir a página e a convidar os amigos a unir-se à candidata.

Eu acredito que estar presente nas mídias sociais aproxima os candidatos do eleitor. A tal “figura humanizada” se torna de alguma forma pessoa próxima do eleitor, a ponto do candidato, em alguns momentos, falar sobre a sua vida pessoal, se esquecendo da dimensão que os fatos tomam ali. Outro fato interessente seria a facilidade de relacionamento com os jovens de 16 anos em diante, já que são usuários assíduos das redes sociais. Mas as principais mídias para divulgação continuam sendo o rádio e a TV.

Para Gil Castilho, diretora da Associação Brasileira de Consultores Políticos, a internet não vai ser determinante na campanha. “Haverá uma grande participação das pessoas que estão ligadas à internet, mas não acredito que ela seja determinante no processo eleitoral como um todo, principalmente nas campanhas majoritárias. Mas ela vai fazer ter um grande peso para a militância e a mobilização”. De acordo com ela, ao usar as redes sociais, os candidatos devem ser fiéis ao que são fora da rede. “É importante ter uma imagem nos meios digitais que esteja em consonância com a sua imagem real”, destacou.

Parafraseio Thiago Arantes, autor desse slide e pergunto: Qual o futuro de toda essa atuação em redes sociais?

Vamos aguardar até outubro para ver o resultado dessa primeira eleição 2.0 para presidente do Brasil.

Dunga maltrata a imprensa e quem leva o pato é a Globo

Incrível como uns 80% das pessoas veem a Globo como uma TV sensacionalista. Pelo Twitter ontem então, a Globo foi e é a vilã. Sempre.

No meio da faculdade peguei o famoso “Espreme que sai sangue”, de Danilo Agrimani para ler. Leitura obrigatória para todo jornalista. Explica o que é como agem as mídias sensacionalistas. Leia a parte I- Sensacionalismo na Comunicação.

Agora pergunto: Porque você acha que a Globo é sensacionalista?

Dunga x Rede Globo

O técnico do time brasileiro proibiu a presença da imprensa nos treinamentos, o que resultou em uma verdadeira guerra entre os jornalistas contra o comandante da Seleção. Guerra Fria.

Um recente episódio foi o fato do Dunga negar que o jogador Gilberto Silva sentiu dores no joelho em plena coletiva, e o jogador desmentir o treinador, dizendo que sim.

Os palavrões pronunciados pelo técnico brasileiro na entrevista coletiva após a vitória de 3 a 1 do Brasil sobre a Costa do Marfim serão avaliados, de acordo com o jornal Folha de S. Paulo. Segundo o site do jornal, o porta-voz da Fifa, Nicolas Maingont, afirmou que “ainda não sabe de nada, que é a primeira vez que ele escuta tantos palavrões numa entrevista e que vai acompanhar o caso”.

Após afirmar que a “Globo se preocupa com a verdade e em transmitir a melhor informação”, Tadeu Schmidt chegou ao topo dos Trending Topics do Twitter, com o “Cala Boca Tadeu Schmidt”. Prova de que o brasileiro quer estar na crista da onda, independente de como.

O texto na íntegra: “O técnico Dunga, no comando da seleção há quase quatro anos, não apresenta nas entrevistas comportamento compatível com a imagem de alguém tão vitorioso no esporte. Com frequência usa frases grosseiras e irônicas. Hoje depois de uma vitória incontestável mais uma vez foi assim.”

Obviamente leu-se isso de quem odeia a Rede Globo, por achar que é um canal sensacionalista. Mas quem acompanhou a coletiva do técnico Dunga, ao vivo, nos canais Espn Brasil ou Sportv, pode perceber que os palavrões vazaram no sistema de som. Não era necessário um surdo-mudo para fazer a leitura-labial. Faltou respeitou não só com os jornalista, mas também com o telespectador. A torcida brasileira não te culpa da raiva de Dunga com a imprensa do país. Faltou separar as coisas.

Dunga  trata a imprensa como se estivesse fazendo um favor aos repórteres ao dar entrevistas. E assim os repórteres estariam fazendo um favor ao informar um país considerado o do “futebol”. Não é de hoje que o Dunga trata mal a imprensa e ao mesmo tempo a grande parte da imprensa contesta o trabalho dele.  Mais grosso e mal educado que ele só o Muricy. Só que o Muricy chega a ser hilário. Virou parte do seu personagem a falta de educação. E o Dunga?

As pessoas falam da “imprensa”, da “Rede Globo” e esquecem que os jornalistas que estão lá são só pessoas, que merecem respeito enquanto estão trabalhando.

obs: O título é proposital, não foi um erro. A Globo levou o pato. A fama de má e sensacionalista.