Super Bowl 2012: a espera pelos melhores comerciais do ano

Muita gente não sabe o que é o Super Bowl. Como eu sou bem boazinha, vou explicar o que é. O Super Bowl nasceu de uma fusão entre as 2 maiores ligas de futebol americano em 1966 a National Football League e a American Football League, é a final da liga nacional de futebol. Deu pra entender porque o Super Bowl é o evento mais esperado pelos americanos e all world around, né?

Aí que entra a publicidade e o marketing. A enorme audiência trouxe ao futebol americano a influência do consumo e atuação das grandes mídias, transformando o esporte no maior centro da comunicação mercadológica mundial. Um spot de 30 segundos – cerca de 3,5 milhões de dólares onde o custo de um comercial de 30 segundos chegou a US$3.000.000,00.

Obviamente que as marcas resolvem lançar as ações na rede para gerar um buzz antes, durante e se bobear, depois. Alguns dos melhores comerciais do ano são divulgados durante os 30 (carrrééériiiimoss) segund0s de intervalo comercial.

Da leva de 2012, pra mim o melhor até agora foi a volta do grande Ferris Bueller, curtindo mais um dia adoidado, com a  ajuda da Honda:

Jerry Seinfeld não ficou para trás, e tirou da manga um dos episódios clássicos de “Seinfeld” – “The Soup Nazi” – para seu comercial de TV.

Claro que não poderia faltar um ataque da Pepsi, à maior concorrente, a Coca-Cola

A Coca-cola vai apostar em intereção na sua fan page, colocando os famosos ursinhos para torcer durante o jogo.

A Volkswagen aparece fraca depois do vídeo do mini Darth Vader no Super Bowl 2011. Este ano a concessionária com a história de um cão que sonha poder correr atrás de um Beetle pela rua, mas não consegue por estar gordo demais para sair de casa.

O brilhante teaser em que os cães entoam a afinados latidos a Marcha Imperial de Star Wars gerou um buzz enorme, muito maior do que o do próprio comercial.

A Sueca H&M vem com o feioso jogador David Beckham  ao som de Please dont let me be misunderstood. Ai, ai…

Depois deste último me animei bastante para assistir ao Gran Finale!

KLM Surprise – Seja surpreendido durante seu embarque ou desembarque!

Quando os viajantes KLM (Royal Dutch Airlines) compartilham os planos de viagem por meio do Foursquare a partir do checkin em um dos venues da cia em Amsterdam no aeroporto de Schipol,  a companhia utiliza as informações adicionais das mídias sociais (as ligadas ao Foursquare) para surpreender o passageiro durante o embarque ou desembarque. Os funcionários da KLM surpreendem o passageiro “alvo” com um presente customizado a partir das informações postadas nas redes sociais bisbilhotadas.

Sem dúvidas deve ser sensacional ser surpreendido do nada por funcionários de uma cia áerea que te entragarão um presente que de certo terá a sua cara.

A equipe do KLM Surprise não só “ouve” as mídias sociais como o Foursquare com os checkins, e Facebook com as informações mais pessoais, mas s eengaja em selecionar os itens que resultarão em um presente personalizado para cada passageiro.

A ação  mostra mais uma vez o poder das redes sociais e a forma como suas informações estão ao alcance de todos.Eles deram uma pausa e pretendem voltar em breve com este “sustinho”. Então se você planeja viajar pela cia, não se esqueça de fazer dois checkins. O do voo e o do Foursquare!

Veja o vídeo da KLM Suprise – An experiment on how happiness spreads!

 

Bons motivos para trabalhar com Mídias Sociais

– Porque as mídias sociais deixaram de ser um ambiente exclusivo para jovens em busca de diversão e relacionamentos.
Empresas estão cada vez mais usando ferramentas de relacionamento para interagir com cliente e prospects.
Falaram do seu cliente nas mídias sociais? A resposta pode vir no mesmo momento, se o serviço de monitoramento estiver entrelaçado a relacionamento e produção de conteúdo digital. No caso de empresas com grandes problemas operacionais, como empresas do ramo telefônico, que são muito criticadas, isso seria algo muito positivo se utilizado efetivamente. Mas o que acontece na maioria dos casos, infelizmente, ainda é o uso dos perfis em mídias sociais como broadcasting.

– Porque o mercado mudou e o consumidor também.
Pouco tempo atrás, definíamos mercado em termos geográficos, por categoria ou grupos socioeconômicos. Hoje os melhores mercados são as redes. Elas são organizadas e inteligentes. Movem-se facilmente por meio de limites físicos e pelo fato de as pessoas terem razões coletivas para estar juntas e também necessidades, motivações, preferências e lealdades coletivas.

– Porque as tecnologias digitais criaram novos caminhos.
Esses caminhos ligam pessoas com as mesmas afinidades, que antes estavam separadas geograficamente, por status social e econômico, por etnia ou religião.

Porque essas pessoas agora se conectam por paixão.
Seus interesses ou atividades conduzem suas prioridades, suas atitudes, comportamentos.

Porque o valor das mídias sociais para a sua marca é inesgotável.
O valor não reside no tamanho de uma comunidade, mas sim na quantidade de pessoas que interagem dentro dela.

Porque a diferença entre mídias tradicionais e mídias sociais é significativa.

Mídias Tradicionais

—- Acesso controlado pela localização e horários;
—- Conteúdo produzido, editado e distribuído mediante pagamento;
—- A experiência é profissional, padronizada, transacional e previsível;
—- O público é um consumidor passivo.

Mídias Sociais

—- O acesso é aberto a qualquer um, de qualquer lugar (no planeta), a qualquer momento;
—- O conteúdo é autogerado e distribuído gratuitamente;
—- A experiência é colaborativa, baseada nos interesses e nos relacionamentos dos usuários;
—- O público é criador ativo.

– Porque investir em Mídias Sociais é muito mais viável do que em mídias tradicionais, ainda mais em momentos de crise e pouca verba para gastos em marketing .
Como um negócio ou uma marca, as empresas devem participar de mídias sociais, em especial daquelas com perfil semelhante ao de seus clientes-alvo. Se elas não podem ser proprietárias de comunidades de clientes, podem influenciá-las e apoiá-las. Podem escutá-las e aprender com elas, e encorajá-las em relação à sua marca.

– As mídias sociais oferecem novas oportunidades:

—- Alcançar novos públicos;
—- Atingir com precisão determinados segmentos de forma mais pessoal;
—- Oferecer soluções mais abrangentes;
—- Apresentar um experiência de marca mais rica para cada cliente.

Com informações do Blog The Buzz