FarmVille vs. Fazendas de verdade #infográfico

Do Mashable:

Com todos esses milhões de usuários do Facebook e iPhone tendendo a cultura virtual e compartilhá-los com os amigos, você já se perguntou comotrabalham  os agricultores real da vida real? Como é que a nossa produção de conteúdos digitais (e definitivamente menos saborosos) tomates pode ser comparada com a nossa produção de tomates no mundo real? E talvez o mais importante, quem são esses lavradores, e eles são qualquer coisa como os seus homólogos arado, carregando?

Descobrimos os números e colocamos algumas destas tendências de Farmville em perspectiva para você.

Vá em frente. Colha.

Dunga maltrata a imprensa e quem leva o pato é a Globo

Incrível como uns 80% das pessoas veem a Globo como uma TV sensacionalista. Pelo Twitter ontem então, a Globo foi e é a vilã. Sempre.

No meio da faculdade peguei o famoso “Espreme que sai sangue”, de Danilo Agrimani para ler. Leitura obrigatória para todo jornalista. Explica o que é como agem as mídias sensacionalistas. Leia a parte I- Sensacionalismo na Comunicação.

Agora pergunto: Porque você acha que a Globo é sensacionalista?

Dunga x Rede Globo

O técnico do time brasileiro proibiu a presença da imprensa nos treinamentos, o que resultou em uma verdadeira guerra entre os jornalistas contra o comandante da Seleção. Guerra Fria.

Um recente episódio foi o fato do Dunga negar que o jogador Gilberto Silva sentiu dores no joelho em plena coletiva, e o jogador desmentir o treinador, dizendo que sim.

Os palavrões pronunciados pelo técnico brasileiro na entrevista coletiva após a vitória de 3 a 1 do Brasil sobre a Costa do Marfim serão avaliados, de acordo com o jornal Folha de S. Paulo. Segundo o site do jornal, o porta-voz da Fifa, Nicolas Maingont, afirmou que “ainda não sabe de nada, que é a primeira vez que ele escuta tantos palavrões numa entrevista e que vai acompanhar o caso”.

Após afirmar que a “Globo se preocupa com a verdade e em transmitir a melhor informação”, Tadeu Schmidt chegou ao topo dos Trending Topics do Twitter, com o “Cala Boca Tadeu Schmidt”. Prova de que o brasileiro quer estar na crista da onda, independente de como.

O texto na íntegra: “O técnico Dunga, no comando da seleção há quase quatro anos, não apresenta nas entrevistas comportamento compatível com a imagem de alguém tão vitorioso no esporte. Com frequência usa frases grosseiras e irônicas. Hoje depois de uma vitória incontestável mais uma vez foi assim.”

Obviamente leu-se isso de quem odeia a Rede Globo, por achar que é um canal sensacionalista. Mas quem acompanhou a coletiva do técnico Dunga, ao vivo, nos canais Espn Brasil ou Sportv, pode perceber que os palavrões vazaram no sistema de som. Não era necessário um surdo-mudo para fazer a leitura-labial. Faltou respeitou não só com os jornalista, mas também com o telespectador. A torcida brasileira não te culpa da raiva de Dunga com a imprensa do país. Faltou separar as coisas.

Dunga  trata a imprensa como se estivesse fazendo um favor aos repórteres ao dar entrevistas. E assim os repórteres estariam fazendo um favor ao informar um país considerado o do “futebol”. Não é de hoje que o Dunga trata mal a imprensa e ao mesmo tempo a grande parte da imprensa contesta o trabalho dele.  Mais grosso e mal educado que ele só o Muricy. Só que o Muricy chega a ser hilário. Virou parte do seu personagem a falta de educação. E o Dunga?

As pessoas falam da “imprensa”, da “Rede Globo” e esquecem que os jornalistas que estão lá são só pessoas, que merecem respeito enquanto estão trabalhando.

obs: O título é proposital, não foi um erro. A Globo levou o pato. A fama de má e sensacionalista.