[Trips in Norway] Stryn and Geiranger

[Português em breve, desculpem!!!!]

A trip by the glaciers, towering mountains and a beautiful coastline at the Nordfjord zone

Even if you’ve never ever been in Norway, you have heard that the Norwegian fjords are among the best destination in the world. Close up in a boat or from the shore, or from view points and mountain summits, the fjords are an invitation to enjoy the real Norwegian gem. From South to North of the country, passing by the capital, Oslo, the fjords are a worthy reason to visit Norway. But, where are the breathtaking places?

It isn’t a hard question, though. Expedia took me to discover the Nordfjord, a weekend spent between Stryn and Geiranger, the place internationally known for its awesome fjord view, and one of most fascinating roads in the country.

Stryn is a small town surrounded by stunning nature and glaciers. Even during summer, the glaciers are a big attraction, as the Jostedalsbreen Glacier, the biggest glacier on mainland Europe, that capture people’s attention for all their magnitude and beauty.

The way to Geiranger brings surprises and is a remedy for the eyes. The Trollstigen road affords incredible views of the fjord from a high altitude, from dramatic snow-capped mountains, cascading waterfalls and rivers, green valleys to the weather-beaten ocean landscape. Geiranger is approximately 1h30min from Stryn, by car.

The Geiranger Fjord is part of UNESCO World Heritage and if you come and visit you will understand why. Each year, hundreds of thousands of tourists visit this area, looking to experience all the great places and spectacular nature. The view from the sights on the way are breathtaking: the incredible blue-green sea between the mountains, receiving thousands of tourists every single day during the year. Dalsnibba is one of Geiranger’s main attractions and is a very popular mountain top with visitors to the area. From the Dalsnibba plateau there is an awesome view across the most beautiful World Heritage Site, nestled in the surrounding mountain landscape with Geirangerfjorden right in the middle.

Everybody knows that prices in Scandinavia are particularly high. Stryn/Geiranger are tourist areas, so be prepared for expensive meals and shopping, even for the Norwegian way of life.

Summer is definitely the best time to visit the region if you are planning to go by car and enjoy the ride through the mountains. During the winter the roads are usually closed, due to the snow.

If you are planning to visit Norway and experience a truly Nordic landscape, you must come to the Nordfjord.

IMG_0081 IMG_0110 IMG_9978

 

Anúncios

[Passeios em Osl/ Tours in Osl] Sledding at Korketrekkeren / Corrida de trenó

[ENGLISH BELLOW]

Depois de um longo e feliz mês, talvez mais, viajando por aí, aqui estou, de volta ao meu solitário blog.

Então amigos: o inverno tá na área e muitas pessoas me perguntam o que fazer para tentar melhorar a situação. Eu não sou fã do frio, mas eu aprendi a lidar com isso. O que significa: atividades – snowboarding, patinação no gelo, sled…

Um dos mais famosos tobogãs começa em Frognerseter e termina na estação de metrô Midtstuen. No final de uma corrida, você pode pegar o metrô de votla para Frognerseteren e descer novamente. Você pode alugar o seu trenó por 135 kr (preço adulto: óculos + capacete inclusos) para o dia todo. Eu nunca desci mais do que duas vezes porque demora tanto para o metrô chegar que você acaba desanimando.
Posso dizerque eu amo andar de sled. Super ivertido, mas também pode ser perigoso. Quero dizer, você precisa de proteção sempre. Eu já fiz algumas vezes e toda vez parece que é a minha primeira vez descendo a montanha. Se há muita neve, você vai ter velocidade suficiente para fazer os 2000m em aproximadamente 10 minutos.

Vale a pena ir cedo, almoçar por lá e de quebra curtir o visual! Acesse um dos meus vídeos aqui e veja como funciona 😀

Antes de chegar à montanha, você pode verificar a câmera ao vivo e ver se vale a pena (se há neve suficiente).

Mais informações aqui.

Holmenkollveien 0710 Oslo. Telef. 22 49 01 21 .info@akeforeningen.no

 [ENGLISH]

After a long and happy month traveling around the globe, here I am, back to my solitary blog.

So, folks: winter is here and many people keep asking me what to do to make things goes better. I’m not a winter fan, but I’ve learned how to live with that. What means snowboarding, ice skating, sledding, skiing…

One of the most famous toboggans runs starts at Frognerseteren and ends at Midtstuen metro station. At the end of a run, you can catch the metro back up to Frognerseteren for another run. You can rent your sled for 135kr  (adult price: googles + helmet included) for all day. I never had more than 2 rides because of its so annoying wait for the metro – which took like 15 minutes to go back to the start.

I can tell you that I LOVE sledding. Its fun, but can also be dangerous. I mean, you need to use the protection if you are a newbie. I have done a couple of times and every new time sounds like my first. If there is a lot of snow, you will get the speed to reach the 2000m in approximately 10 minutes.

Before head to the mountains, you can check the live camera and see if its worth it (if there are enough snow).

Its worth to go early, have lunch there and enjoy the view!

More information here.

Holmenkollveien 0710 Oslo. Telef. 22 49 01 21 .info@akeforeningen.no


Korketrekkeren2
Korketrekkeren3

Korketrekkeren

[#GoNordic] Meu guia para fazer amigos na Noruega #fail

ENGLISH BELLOW

NORSK 

Não é um segredo que os noruegueses são pessoas extremamente privadas.

Ao contrário dos brasileiros, eles são mais contidos e raramente iniciam uma conversa por conta própria. Mas, como dizemos no Brasil: “Eu sou brasileira e não desisto nunca.”

Eu fui para uma das opções Restaurante Day em Oslo, na Mesh, o espaço coworking mais cool da cidade. Decidi primeiro porque eu sou uma grande fã de comida espanhola, outra porque eu estou familiarizado com a Mesh, já que eu sou voluntária no CreativeMornings Oslo. Mesh é o lugar perfeito para conhecer pessoas legais e agradáveis. Você pode ir para o Café, ou, nos fins de semana, para uma cerveja no Seeds. Foi o primeiro lugar que eu vim quando me mudei para a Noruega e onde conheci a primeira pessoa que hoje, com muito orgulho eu chamo de amiga, a Krizsti.

A primeira coisa a fazer amigo na minha opinião é sempre ser você mesmo. Como eu disse em outro post, eu sou expansivo, eu falo muito, e eu tocar as pessoas. Aqui eu fiquei tímido, mas eu sou o mesmo, eu apenas tocar menos e estou um pouco cuidadoso quando eu falar com alguém.

Eu acho que às vezes eu afasto as pessoas, porque eu sou muito, como posso dizer, brasileira. Chego a ser histérica. Eu adoro abraçar, beijo na bochecha. Eu me seguro muito aqui, me adaptei aos costumes: cultura é algo que eu respeito muito e, onde quer que eu vá, eu tento seguir as normas. Obviamente os meus amigos gostam de mim do jeito que eu sou. Mas é bem diferente, eu aprendi a ser mais reservada, falar menos (!!!!!!!) e dou menos beijos nas bochechas alheias haha

Eu ainda tenho problemas para parar noruegueses e convidar para uma sessão de Jazz, como era a minha missão. Fui sozinha e passei um tempo lá, bebi uma Coca-Cola, pensando por que é tão difícil para mim fazer isso acontecer na Noruega.

Meu desafio Expedia do dia foi conhecer noruegueses e convidá-los para uma sessão de Jazz incrível que acontece todos os domingos, e tem entrada gratuita.

Eu falhei. Eu não fiz amizade com nenhum norueguês, mas eu conheci uma garota brasileira que acabou de se mudar para Oslo para ser diplomata na Embaixada do Brasil, a Cris. Além disso, eu estive com a minha amiga Sasha e Roger, da Rússia e Suécia. E também Alex, um fotógrafo espanhol de Valência, que agora vive aqui, preparou um delicioso e perfeito menu para o festival.

 

My guide to befriending introverted and private Norwegians

Is not a secret that Norwegian people are extremely private people.

Unlike the Brazilians, they are more contained and rarely start a conversation on their own. But as we say in Brazil: “I am Brazilian and I never give up.”

I went for one of the Restaurant Day options in Oslo, at the coworking space Mesh. I decided first because I’m a huge Spanish food fan, other because I’m familiar to Mesh, since I’m volunteer with Creative Mornings in Oslo. Mesh is the perfect place to meet cool and nice people. You can go to the Café, or, on weekends, for a beer at Seeds. Was the first place I came when I moved to Norway and where I met the first person that today I proudly call friend.

The first thing to make friend in my opinion is always to be yourself. Like I said in another post, I am expansive, I talk a lot, and I touch people. Here I became shy, but I’m the same, I just touch less and im a bit careful while I talk to someone.

I guess sometimes I turn away people because I am very, how can I say, Brazillian. I love to hug, I kiss on the cheek. I hold myself a lot here, I try to adapt to the customs, culture is something that I respect quite a lot and, wherever I am, I try to follow the standards that are imposed. The people I’m friend here likes me the way I’m. I still have problems to stop people and invite than for a Jazz Session, how was my mission today. I went alone and spent a while there, drinking a Coca-Cola, thinking why it is so hard for me to make it happen in Norway.

My Expedia challenge of the day was to befriend Norwegians and invite them for an amazing Jazz session that happens every sunday and has free entrance.

Challenge failed. I couldn’t befriend to any new Norwegian, but I met a Brazilian girl who just moved to Oslo to be Diplomat at the Brazilian Embassy. In addition, I enjoyed with Sasha and Roger, form Russia and Sweden. Alex, a Spanish photographer from Valencia, who now lives at the city cooked a delicious and perfect spansk meal for the festival.

 


140838119693803800_thumb

140838121047986500_thumb

[#GoNordic] Jazz and Blues in Oslo / Jazz e Blues em Oslo

ENGLISH BELLOW

NORSK 

 Jazz x Blues: a minha visão sobre o cenário musical em Oslo

Oslo respiramúsica. Você pode se sentir em um rápido passeio pela Aker Brygge e pelo Teatro Nacional que a música fala muito sobre a cidade.

O Oslo Jazz Festival fez o povo norueguês sair de casa aos montes, mesmo com o dia nublado, chovendo, algo que para mim é incrível, já que no Brasil, quando chove um pouco, ninguém sai da toca. As tendas de música estavas lotadas, mesmo as pagas.

Também durante o verão, os entusiastas de música podem experimentar um cruzeiro de Blues no fiorde de Oslo. Os cruzeiros começam em 19 de Junho e vão até o final de agosto.

Eu experimentei o cruzeiro, algo que eu acho que nunca iria fazer se foss epor vontade própria, porque eu tinha uma ideia totalmente diferente sobre o que realmente é. Por 3 horas o barco navega pelas águas gélidas do fiorde de Oslo, e você pode beber um bom vinho e comer o lanche típico norueguês verão: Camarão, pão e maionese. Só isso? Não! Um delicioso som me surpreendeu, e quando eu me encontrei, eu estava curtindo a doce voz da cantora e a balada do Blues. Assisti ao pôr do sol do veleiro de madeira tradicional e desfrutei, como os noruegueses dizem: god mat og god musikk (boa comida e boa música!)

Muitos ritmos, pessoas e  crianças observando e dançando sem vergonha na frente dos músicos. Neste fim de semana Oslo se tornou a capital do Jazz e Blues, mas o que muita gente não sabe é que, durante todo o ano, você pode sentir o amor pela música na cidade.

 

Jazz vs. Blues – my thoughts on Oslo’s music scenery

Oslo breaths music. You can feel in a quick walk around Aker Brygge and National Theater that the music talk a lot about the city.

The Oslo Jazz Festival made the Norwegian people went out from heir houses, even with the cloudy raining day, something that for me is awesome, since in Brazil, when rains a bit, nobody go out form home. The music points was crowded, even the paid ones.

Also during summer, the music enthusiasts can experience a Blues cruises on the Oslo Fjord. The cruises start at June 19 and will continue until the end of August.

I experienced the cruise, something that I do not think I would come for before, because I had a different idea about what it is really. 3 hours sailing through Oslo fjord, drinking a good wine and eating the typical Norwegian summer snack: shrimps, bread and mayonnaise. Just that? No! A delicious sound from a guitar surprised me, and when I found myself, I was enjoying the sweet voice of the singer and the ballad of the Blues. Watch the sunset from a traditional wooden sailing ship and enjoy, like the Norwegians says: god mat og god musikk (good food and good music)!

Lot of rhythms, people and bunch of little kids observing and dancing ashamed in front of the musicians. This weekend Oslo became the capital of Jazz and Blues, but what many people does not know is that during all the year you can feel the love of this music in the city.

 

 
140838100180669500_thumb

140838108636749900_thumb

140826668623664800_thumb

 

 

[Life in Norway] Picking mushrooms / Colhendo cogumelos

ENGLISH BELLOW

Com a aproximação do outono, os noruegueses pegam a faca e a cestinha, colocam as galochas e correm para as trilha nas florestas com um propósito. A colheita de cogumelos é uma maneira de escapar para a natureza, uma ótima maneira de relaxar e uma forma de turismo verde, muito popular por aqui. Se tiverem sorte o jantar poder ser uma deliciosa sopa de cogumelo porcini ou um delicioso refogado de cogumelos. Se as colheitas não vingar, ainda há a alegria do passeio com os amigos!

Eu nunca pensei que algum ia eu iria para o meio do mato, em um dia frio, para procurar cogumelos. Para mim, o normal foi sempre comprar o Portobello ou o shitake no mercado, a preço de ouro,  até que no último domingo, quando eu fui para Sognsvann em busca dos cogumelos com alguns amigos!

O resultado: alguns quilos de cogumelos, mirtilos e uma coisa nova feita na vida na Noruega!

Mas atenção, não saia por ai sem nenhum conhecimento, pegando cogumelos e comendo sem nenhuma referência. Esse é um comportamento irresponsável e possivelmente letal. Primeiro é preciso entender um pouco os tipos de cogumelos que podem ser encontrados na sua região. Certifique-se de que você é capaz de identificar os perigosos. Em Sognsvann, aos domingos, há pessoas capacitadas verificando todos os cogumelos que você colheu, o que para mim, como estrangeira e  nunca fez isso antes, foi um alívio. Adam e Kriszti sabiam muito sobre os cogumelos, o que fez a colheita ser 100% produtiva!

 

As autumn approaches, every norwegian fellow pick his pen knife and a basket, dons rubber boots and heads out on to the mushrooming trails. Mushroom picking is a way to escape into nature, a great way to relax and a form of green tourism. If lucky at locating mushrooms, pickers can look forward to a cream of porcini soup or a delicious chanterelle gravy. If the pickings have been slim, there is still the joy of the tranquil walk in the woods.

I never thought in my life that i would go out for pick some mushrooms one day. For me the normal was always buy the Portobello or the shitake at the market, until last sunday, when i went out to Sognsvann to hunt with some friends!

The result: some kilos of mushrooms, blueberries and a new thing done in life!

Don’t go out there without any knowledge, pick some mushrooms and eat them. This is irresponsible and psossibly lethal behaviour. First grasp a basic knowledge of all the kinds of mushrooms that can be find in your environment. Make sure that you are able to identify the dangerous ones. At Sognsvann, on sundays, there are capacitable people checking for all mushrooms you have picked, what for me, as foreign and someone who never did this before, its an relief. Adam and Kriszti knew a lot about the mushrooms, what made the picking 100% productive!

SAMSUNG CAMERA PICTURES

SAMSUNG CAMERA PICTURES

SAMSUNG CAMERA PICTURES


securedownload (3)

 

securedownload (5)

 

[Passeios em Oslo/ Tours in Oslo] Oscarsborg Fortress

ENGLISH BELOW

Oscarsborg Festning é um forte costeiro no Oslofjord, perto de Drøbak. Assim que chegamos de Barcelona Tomas disse que seria legal irmos lá, já que o tempo estava ótimo e a temperatura super alta, o que deixaria o passeio bem legal. Convidei a Geneva e o Remi, um casal super bacana. Comecei a falar com a Neva pelo Instagram (modernidade!) e os convidei para irem com a gente. Achei o máximo quando eles aceitaram, foi um passeio muito bom!

A fortaleza situa-se em duas pequenas ilhas. O fiorde era território militar até 2003, quando abriram as ilhas ao público e transformaram em museu. A fortaleza é mais conhecida pelo afundamento do navio German heavy Blücher em 9 de Abril de 1940.

A fortaleza é acessível somente por barco. Um serviço de balsa funciona todos os dias durante todo o ano de Drøbak para Oscarsborg. A travessia de Drøbak leva cerca de 10 minutos e você pode pegar um ônibus para Oslo a cada 30 minutos. Você pode verificar as partidas aqui. De Oslo há um barco, número 602, deixando todos os dias às 10h da Aker Brygge, chegando a 11h15 em Oscarsborg.

Esta fortaleza é uma das 14 fortalezas gerenciadas pela Força Nacional. As fortificações nacionais não mais um lugar importante da defesa, mas sim um espaço turístico e de visitação pública. Com a redução do uso da força  militar (para fins de guerra), tornou possível para abrir as fortalezas para visitação. O Parlamento Norueguês decidiu, em 2002, liberar os fortes para uso civil. O mandato foi abrir as fortalezas para o público e criar fortes “vivos”, com público. Oscarsborg é uma das fortificações históricas mais importantes da Noruega. As ilhas kaholmen foram usadaspara fins militares desde 1640 por causa de sua posição estratégica no Drobaksound, onde o Oslofjord está localizado. Mais sobre a história pode ser vista no Museu da Ilha, com entrada gratuita.

Hoje não há nenhuma atividade militar no Oscar fortaleza, mas um comandante que, em colaboração com atores Oscarsborg quer criar nova vida em solo histórico.

Mais informações aqui.

 

ENGLISH VERSION

Oscarsborg Festning is a coastaline fortress in the Oslofjord, close to Drøbak. As soon as we arrived from Barcelona, Tomas said that would be nice going there, since the weather was great and we had super nice temperature. I invited Geneva and Remi, a  super nice couple. I started talking to the Neva by Instagram (modern!) and invited them to come with us. Was really good when they accepted!It was a great day!

The fortress is situated on two small islets. The fjord was military territory until 2003 when it was made a publicly available resort island. The fortress is best known for sinking the Germanheavy cruiser Blücher on 9 April 1940.

The fortress is only accessible by boat. A ferry service runs every day all year from Drøbak to Oscarsborg Fortress. The crossing from Drøbak takes about 10 minutes and  you can take a bus to Oslo circa 30 minutes. You can check for departures here. From Oslo there are a boat, number 602, leaving every day at 10am from Aker Brygge, arriving at 11h15 in Oscarsborg.

This fortress is one of 14 forts managed by the National Fortification. The national fortifications no longer as important a place in our modern defense. Reduced military use has made it possible to open the fortresses of joy for most people. Parliament decided in 2002 to release the national fortifications to civilian use. The mandate was to open the fortresses to the public and create living fortifications. Oscarsborg is one of the most important historical fortifications in Norway. The kaholmen islands has been used for military purposes sinc 1640 because of their strategic position in the drobaksound, where the Oslofjord is at narrowest. More can be learned at the Museum on the Island, with free entrance.

Today there is no military activity on Oscar fortress, but a commander who, in collaboration with actors in Oscarsborg wants to create new life on historic ground.

More information here

Com Tomas e Remi e Neva; casal querido que conhecemos.

With Tomas and Remi and Neva; great couple that we have met.

140604127023564000_resized

140604002461747800_resized

A praia! Mata a pau muitas que eu conheço!

The beach: super nice, and great temperature!

140604145709887500_resized

[Passeios em Oslo/ Tours in Oslo] Free tour

ENGLISH VERSION ABOVE

Toda primavera/verão existem free tours em Oslo. Cada passeio dura cerca de 1h30 e é baseado em dicas. Os ponto de encontro é a da estátua do Tigre na praça Jernbanetorget, também conhecida como Oslo S ou Sentralstajon.

O passeio é totalmente gratuito e foge completamente dos guias turísticos que você lê por aí. Durante este passeio você vai ver o ouro escondido da cidade: as cores, paisagens surpreendentes e o que mais me surpreende a cada dia aqui em Oslo; a street art.

O vídeo abaixo mostra como são os passeios. Eu nunca fiz, mas vou assim que possível! Mais informações na página do Facebook

Veja o vídeo feito por  no final do texto.

 

Free Tours in Oslo

Every spring/summer there are free tours in Oslo. Each tour takes about 1h30 and is based on tips. The meeting point is the statue of the Tiger at Jernbanetorget square, also known as Oslo S or Sentralstajon.

The ride is completely free and flees full of tour guides you read out there. During this tour you will see the hidden city of gold: the colors, amazing landscapes and what surprises me most every day here in Oslo; street art .

The video below shows how the rides are. I never did, but iwill as soon as possible! More information on the Facebook page

Video by 

 

1383619_594234183956379_1855851420_n

[Passeios na Noruega/ Tours in Norway] Preikestolen

ENGLISH VERSION ABOVE!

Meu primeiro post sobre viagens na Noruega!

Fomos para Stavanger depois de decidirmos num impulso. Essa cidade é famosa por ser a sede da empresa petrolífera Statoil que é uma das empresas de petróleo mais avançadas do mundo. Eu sempre quis conhecer a Preikestolen, mas não estávamos pensando em ir por agora.

 A Preikestolen, ou Pedra do Púlpito, fica sobre o fiorde Lysefjorden em Stavanger. Aproximadamente a 1h20 de Stavanger, com uma vista  incrível na estrada!

Para chegar até ela é preciso subir a trilha de 3,8 km que começa num albergue à aproximadamente 270 metros acima do nível do mar até alcançar os 604 metros. 

 A subida não é fácil. Falo por mim: não pratico exercícios há uns meses e tenho o joelho detonado. Nos primeiros 10 minutos eu já estava bufando e querendo voltar. O Leo, meu amigo, estava todo pomposo e saiu voando na frente da gente (Tomas, eu e Evaristo). O pessoal não perdoa se você não tem fôlego: ultrapassam sem dó, às vezes empurram, eu até brinquei falando que eles iam pegar o metrô pra casa, porque vou te falar… que povo sem educação. Acho que a nossa sorte foi ter subido cedo, quando descemos estava mais tumultuado.

Vale a pena, Polyanna? Sim e muito! A pedra é um fantástico mirante natural que proporciona uma visão espetacular do entorno e vertigens ao chegar perto das bordas. De tirar o fôlego outra vez !!! Morro de medo de altura, então me segurava em todo canto haha Mas o passeio é lindo e vale o esforço!

Detalhes:

Caminhada moderada a pesada

Subida: 2h, dependendo do seu ritmo.

Descida: 1h30, dependendo do seu ritmo

Suba cedo, antes das 10h da manhã. Como fomos em um feriado nacional, estava bem cheio. Muitas crianças (caindo eu vi 5, uma nós ajudamos, a pequena quebrou o braço e foi resgatada via helicóptero) e cachorros! Muita dó dos de pequeno porte povo sem noção!

Informações e afins: http://www.preikestolenfjellstue.no/

 

ENGLISH VERSION

My first post about travelling in Norway !

We went to Stavanger after deciding in 10 minutes. This town is famous for being the headquarters of oil company Statoil, one of the most advanced oil companies in the world. I always wanted to visit Preikestolen , but we were not planning on going by now .

The Preikestolen/Prekestolen, or Pulpit Rock , is in the fjord Lysefjorden next to Stavanger . Approximately 1h20 from Stavanger , with an amazing view on the road!

To reach the Preikestolen you must climb 3.8 km trail that begins in a hostel, about 270 meters above sea level to reach 604 meters .

The climb is not easy . I speak for myself : I dont practice excercises and i have a detonated knee . In the first 10 minutes I was huffing and wanting to return . Leo, my friend , was all pompous and flew in front of us ( Tomas, Evaristo and me). People dont forgive if you have no breath : mercilessly, sometimes jostle, I even joked saying that they were going to take the subway home and they were late , because I’ll tell you … that people has no education. I think our luck was having risen early, when we climb down was more tumultuous .

Worth it, Polyanna? Yes, very much! The stone is a fantastic lookout point that provides a spectacular view of the surroundings and dizziness when getting near the edges. Breathtaking again! Im super scared of height, so I  held me around the corner haha. But the ride is beautiful and worth the effort !

About details:

Moderate, walk heavy

Climb up : 2h, depending on your pace .

Climb down : 1h30, depending on your pace

Climb up early, before 10am . As we went during a national day, was really crowded. Many children (I saw at least 5 falling and we helped a the little girl who broked her arm and was rescued by helicopter ) and dogs ! Lot of small puppies, poor little buddies!

Related information : http://www.preikestolenfjellstue.no/

DCIM102GOPRO 9809


DCIM101GOPRO
PreikestolenPåske

Preikestolen

[Passeios em Oslo/ Tours in Oslo] Vigelandsparken

O Vigelandsparken fica em Majorstua, no Parque Frogner. Fica a uns 8 minutos de metrô da estação Central.

Eu particulamente adoro levar as pessoas que nos visitam para conhecer o parque. É um lugar lindo, super agradável, florido e que mostra muito sobre o que é a Noruega para os noruegueses: verde. No verão é um parque popular por abrigar milhares de pessoas que lotam o gramado com seus picnics, cervejas and bíquinis! Durante todo o ano pessoas vão ao parque para correr, passear com os pets, bebês…

Vigelandsparken é o maior parque de esculturas do mundo feita por um único artista e está aberto todos os dias do ano. O parque de esculturas é a única obra da vida de Gustav Vigeland, que conta com mais de 200 esculturas em bronze, granito e ferro. Vigeland também foi responsável pela concepção e projeto arquitetônico do parque.

Sem dúvidas um dos passeios imperdíveis em Oslo!

Você pode fazer um passeio virtual aqui.

Vigelandsparken

Nobels gate 32, 0268 Oslo

Tel 23 49 37 00

 


1379284_10151909124318812_994426311_n 1379875_10151909124448812_679270186_n