Diário de uma cegueira – Um ano depois.

Em outubro fez um ano que eu perdi a visão do olho esquerdo e parte do direito. Um ano turbulento, louco. De uma vida tranquila e estável, fui pro buraco, mergulhei em uma depressão e me perdi. Mas e agora, depois de um ano?

Fui incentivada pela minha terapeuta a escrever sobre o que mudou nesse ano.  E olha, muita coisa mudou. Primeiro: o ano voou e eu nem percebi. Coisas boas aconteceram e como pra qualquer outra pessoa, merdas também. Em se tratando de Polyanna, muitas merdas.

Eu reaprendi a andar sozinha. Tombo após tombo, escorregões. Pedir ajuda a alguém nunca foi fácil pra mim. Pois agora preciso que o Pedro me ajude nas escadarias do cinema ou que a Pri me deixe segurar o seu braço enquanto andamos durante a noite. O senso de profundidade que antes era zero, começou a voltar, mesmo que nunca mais será o mesmo. Se bebo, cismo que posso me virar sozinha, e conto orgulhosa os roxos pelo corpo decorrente dos inevitáveis tombos, que vieram por conta da falta de visão.

Perdi um (bom) emprego por causa da minha condição. Processei. Fiz um acordo. Caí em depressão. Fiquei na cama por dias, não tomava banho. Recebia amigos que na marram me tiravam de casa, mas antes me obrigavam a tomar um banho. Não me orgulho, longe disso. Mas é bom frisar que a depressão não tem cara não. É um processo duro e lento, em que a pessoa tenta vencer sozinha. Eu agradeço à aqueles que estiveram e ainda estão ao meu lado. Descobri que eu já tinha um quadro de depressão antes, mas que a cegueira foi o gatilho pra piora. Não uso nenhum medicamento. Vou à terapia e isso tem me ajudado muito, muito.

Escrevi 100 páginas da minha tese de mestrado e estou prestes a submeter. Pra mim, uma vitória. Nunca pensei que eu conseguiria terminar depois de tantas pedras pelo caminho. Consegui um novo emprego como estagiária em agosto e mês passado recebi uma proposta para continuar, agora como contratada. No dia que a minha chefe me chamou pra uma reunião para falar sobre o meu futuro na empresa, foi o dia em que eu perdi a visão. Não  me contive e chorei. Porque vivi tantas coisas nesse ano que, meu ano novo não podia ter começado de maneira melhor: com um emprego num lugar que eu amo, com pessoas maravilhosas e que eu adoro.

Muito ainda há de vir. Eu renasci. Sou outra pessoa. Mais calma, mais centrada, com menos medo do que os outros pensam ou falam de mim (trabalhando nisso!). Aos poucos estou reaprendendo as coisas que eu deixei pra trás. Principalmente a me amar e a me cuidar. Tenho viajado mais. Passado mais tempo comigo mesma. Voltei a nadar semanalmente, mesmo com o frio que já chegou. Fazendo planos para o próximo ano. E agora, contando os dias para ver minha família em breve.

Precisei destacar esse post com uma foto minha que sintetiza bem como eu estou nos últimos meses: feliz e plena!

IMG_4338.jpg

 

Anúncios

[Trips in Norway] Stryn and Geiranger

[Português em breve, desculpem!!!!]

A trip by the glaciers, towering mountains and a beautiful coastline at the Nordfjord zone

Even if you’ve never ever been in Norway, you have heard that the Norwegian fjords are among the best destination in the world. Close up in a boat or from the shore, or from view points and mountain summits, the fjords are an invitation to enjoy the real Norwegian gem. From South to North of the country, passing by the capital, Oslo, the fjords are a worthy reason to visit Norway. But, where are the breathtaking places?

It isn’t a hard question, though. Expedia took me to discover the Nordfjord, a weekend spent between Stryn and Geiranger, the place internationally known for its awesome fjord view, and one of most fascinating roads in the country.

Stryn is a small town surrounded by stunning nature and glaciers. Even during summer, the glaciers are a big attraction, as the Jostedalsbreen Glacier, the biggest glacier on mainland Europe, that capture people’s attention for all their magnitude and beauty.

The way to Geiranger brings surprises and is a remedy for the eyes. The Trollstigen road affords incredible views of the fjord from a high altitude, from dramatic snow-capped mountains, cascading waterfalls and rivers, green valleys to the weather-beaten ocean landscape. Geiranger is approximately 1h30min from Stryn, by car.

The Geiranger Fjord is part of UNESCO World Heritage and if you come and visit you will understand why. Each year, hundreds of thousands of tourists visit this area, looking to experience all the great places and spectacular nature. The view from the sights on the way are breathtaking: the incredible blue-green sea between the mountains, receiving thousands of tourists every single day during the year. Dalsnibba is one of Geiranger’s main attractions and is a very popular mountain top with visitors to the area. From the Dalsnibba plateau there is an awesome view across the most beautiful World Heritage Site, nestled in the surrounding mountain landscape with Geirangerfjorden right in the middle.

Everybody knows that prices in Scandinavia are particularly high. Stryn/Geiranger are tourist areas, so be prepared for expensive meals and shopping, even for the Norwegian way of life.

Summer is definitely the best time to visit the region if you are planning to go by car and enjoy the ride through the mountains. During the winter the roads are usually closed, due to the snow.

If you are planning to visit Norway and experience a truly Nordic landscape, you must come to the Nordfjord.

IMG_0081 IMG_0110 IMG_9978

 

Emprego e mercado de trabalho na Noruega

Recebo muitos emails com uma questão em comum: Polyanna, quero me mudar para Noruega, é fácil arrumar emprego?. Não. Não é fácil. E as coisas não são tão simples quanto as pessoas imaginam: vou arrumar minha malinha e ir para Noruega, porque lá é um país de primeiro mundo e não tem esquerda, nem direita.

Antes de qualquer coisa você precisa pensar em relação ao visto. Como expliquei neste post aqui. A oferta de trabalho por aqui é grande, mas você precisa falar norueguês. Conheci muita gente que me dizia: “Ah, eu falo inglês, me viro”. Na hora que o bicho pegava não falava era nada além de My name is. Claro que tem muita gente que não fala inglês e se vira (adoraria saber como), talvez pela linguagem de sinais. Se eu não falasse inglês tenho certeza de que meu norueguês seria muito melhor a esta altura. Como a maioria dos meus amigos não é daqui, inglês é a minha língua oficial e só uso norueguês se estou alcoolizada ou se me forçam. Escrevo bem, mas na hora de falar, t r a v o. Mas estou trabalhando esse quesito.

Oslo possui uma das taxas de desemprego mais baixas do país, sendo, por isso, um dos locais mais fáceis para encontrar trabalho. Muitas das empresas, sobretudo na área de TI, exigem o domínio do norueguês.

Um órgão que suporta e apoia o recém chegado à Noruega é a NAV–  Agência Serviço de Emprego e Assistência Social. A NAV possui escritórios espalhados pelas Kommunas (região da cidade onde você mora, bairro) e oferece ajuda quando é preciso qualificações para emprego, doença ou outras situações, como por exemplo ajuda econômica e assistência social. Bom frisar que a NAV não tem a responsabilidade sobre a procura ou garantia de trabalho, embora tenha como objetivo facilitar o emprego para a maioria dos indivíduos.

Em 1954, os países nórdicos (Noruega, Suécia, Dinamarca e Finlândia) celebraram acordo formal sobre a livre movimentação de mão de obra. Em 1994, entrou em vigor o acordo EEA, que expandiu o mercado de trabalho norueguês pela adesão ao mercado comum europeu de mão de obra. A nova Lei de Imigração e sua regulamentação, em vigor desde 1º de janeiro de 2010, contêm normas sobre a mão de obra imigrante. A exigência de permissão de trabalho para cidadãos de países UE/EEA/EFTA foi substituída pela exigência de registro junto à UDI.

Num país onde a taxa de desemprego pouco ultrapassa os 3 pontos percentuais, o recrutamento de Engenheiros é um dos principais atrativos, seguido de profissionais ligados ao Marketing e à Economia. A legislação norueguesa apenas prevê um máximo semanal de 37.5 horas de trabalho, sendo qualquer minuto extra obrigatoriamente pago aos trabalhadores. Por ano, o trabalhador tem direito a 25 dias de férias (ou 30, se tiver mais de 60 anos de idade), sendo que parte desses dias são obrigatórios no verão.

Alguns sites que podem ser uteis na busca por emprego:

  1. linkedin.com
  2. indeed.com/no
  3. finn.no/jobb
  4. nav.no
  5. www.workinginnorway.no
  6. www.legejobber.no 
  7. www.monster.no
  8. www.karrierestart.no
  9. www.jobb24.no
  10. www.tu.no/karriere
  11. www.stillinger.no

Quer migrar para a Noruega? Leia mais no site da Embaixada da Noruega no Brasil.

10 things that will happen when you move to Norway/ 10 coisas que vão acontecer quando você se mudar para Noruega

 

Daí um dia você empacota suas coisas, descobre que a sua vida cabe em 2 malas com 32kg cada e cai de paraquedas em um novo país, nova cultura, novas pessoas e precisa aprender mais do que a língua: a viver na Noruega. Meus caros, eis a minha lista adoro listas! de algumas coisas que vão acontecer quando você se mudar para a Noruega. E acreditem, é tudo verdade!

So, one day you pack your things, discover that your life is all in two pieces of luggage with 32kg each and lands with a parachute in a new country, new culture, new people and more than to learn a new language, you need to learn to live and survive in Norway. My friends, here’s my list I love lists! of some things that will happen when you move to Norway. And believe me, it’s all true!

1. Você vai ter que aprender a esquiar ou a fazer snowboard assim que sair do avião.

Os noruegueses nascem com skis ou pranchas de snowboard nos pés. Sempre amei esportes e me dei ao luxo de tentar aprender snowboard. Obviamente falhei e agora mal posso esperar pelas aulas que vou ter em janeiro. É uma obrigação praticar algum esporte de inverno. De dezembro até a Páscoa, os resorts de Ski ficam lotados e é onde as melhores festas acontecem!

1. You will have to learn to ski or snowboard as soon as you leave the plane.

Norwegians are born with skis or snowboards on their feet. Always loved sports and I gave myself the luxury of trying to learn snowboarding. Obviously, I failed and now I can not wait for the classes I’ll have in January. It is a must DO practice some winter sport. December to Easter Ski resorts are crowded and it’s where the best parties happen!

snowboarding

2. Você vai desejar ter um Marius 

Não, Marius não é um norueguês alto, loiro e maravilhoso. É um suéter típico, feito de lã pura e nas cores da bandeira: azul, vermelho e branco. Alguns são lindos e outros, prefiro não comentar. Não existe uma data específica para se usar, mas normalmente durante as festas de final de ano eles bombam! Ah, o preço: a partir de 500kr.

2. You will desire a Marius

No, Marius is not a tall, blond and hot Norwegian. It is a typical sweater, made of pure wool and in the flag colors: blue, red and white. Some are beautiful and others I prefer not to comment. There is no specific date for use, but usually during the Xmas holidays they rock! Ah, the price: from 500KR (circa 80 USD).

marius

3. Você vai apreciar o sol.

Antes de vir para cá eu dependia da luz do sol pra tudo: desde despertar a ter energia. Mas tinham aqueles dias em que todos os meus amigos ainda reclamam no facebook que eu não conseguia sair de dentro de casa porque era o único lugar “confortável”. Eu sempre amei o calor, nunca reclamei daqueles dias longos em que você chega em casa suada e só quer um banho. Aqui eu aprendi a amar ainda mais. Os dias curtos, cinzentos e gelados são terríveis. Se você ama o inverno, venha para cá e em um mês você muda de opinião. Só não vale vir quando já estiver tudo branquinho e claro! Quando o sol volta, em março/abril, já tem gente correndo para nadar, independente da temperatura. E eu ando meio assim agora. 25 graus para mim já é um tanto quanto terrível. Mas como boa brasileira, eu não reclamo nunca!

3. You will cherish the sun.

Before coming here I depended on sunlight for everything: from waking to have energy. But I had those days when all my friends on facebook still complain that I could not step out of the house because it was the only “comfortable” place to stay in. I always loved the heat, never complained of those long days when you come home sweaty and just want a bath. Here I learned to love even more. The short, gray and cold days are terrible. If you love winter, come back here in a month and you change your mind. Only worth not come when everything is already clear and white one! When the sun back in March / April, there are already people running to swimming, independent of temperature. And I walk half so far. 25 degrees for me is already somewhat terrifying. But how good Brazilian, I never complain!

Herecomesthesun

4. Você vai aprender a pagar muito para tudo.

A Noruega é um dos países mais caros do mundo, como você já deve saber. No começo você vai chorar, mas depois de um tempo vai ver que é extremamente normal pagar 25 reais por 500ml de cerveja em um bar e 10 reais por um pacote de pão de forma. No final do ano você vai dar pulos de alegria ao ver seu importo, que pode chegar a 36%, voltar para você em forma de coroas norueguesas e garantir as suas férias de inverno/ Páscoa Tailândia, aqui vou eu! Mas, a boa notícia é que algumas vezes coisas boas acontecem e você pode fazer a festa na Ikea e nas promoções da HM e comprar uma sapatilha por 50kr (15 reais).

4. You will learn to pay too much for everything.

Norway is one of the most expensive countries in the world, as you may already know. In the beginning, you will cry, but after a while, you will see it is quite usual to pay 12 dollars per 500ml of beer in a bar and 10 dollars for a pack of bread. At the end of the year, you will give leaps with joy to see their care, which can reach 36%, back to you in the form of NOK and ensure your winter/Easter holidays. Thailand, here I come! But, the good news is that sometimes nice things happen and you can have some shopping fun at Ikea or at HM’s sales, and buy a ballerina for 50kr (7 USD).

5. Você vai de alguma forma aprender a gostar de peixe.

Eu amo salmão. Como muito, e se pudesse, todos os dias. Mas aqui não é só de salmão que o noruguês vive. Sardinha ao molho de tomate, o famoso Makrell Tomat no café da manhã, caviar no café da manhã, sopa de peixe a qualquer hora. Se você não gosta de peixe, vai mudar rapidinho de opinião!

5. You will somehow learn to like fish.

I love salmon. I could eat it everyday if I could. But norwegians prefer another kind of fish. Sardines with tomato sauce, the famous Makrell Tomat for breakfast, caviar for breakfast, fish soup anytime. If you do not like fish, you’ll quickly change your mind!

StabburetMakrellTomato

6. Você  vai aprender a comer kvikklunsj durante suas trilhas.

Kvikklunsj, ou “almoço rápido”,é a versão norueguesa do KitKat mas não. Eu não como chocolate, mas experimentei e tentei argumentar que é a versão mal feita do KitKat, mas vai desistir tamanha a decepção dos noruegueses hahaha Levar kvikk Lunsj para as viagens para a cabine, montanha ou trilhas é mais do que obrigação na Noruega. É lei!

6. You will learn to eat kvikklunsj during the hiking.

Kvikklunsj, or “quick lunch” is the Norwegian version of KitKat – but no. I do not like chocolate, but I ate it once and also tried to argue that it is a poorly made version of KitKat, but I gave up after seen such disappointment to the Norwegians hahaha Kvikk lunsj to take trips to the cabin, or mountain hiking is more than obligation in Norway. It’s the law!

kvikk-lunsj

7. Pré-festa vai virar obrigatório antes de sair pra balada.

Aqui você nunca, nunca, mas nunca vai sair de casa para um festa sem ter bebido em casa ou na casa de amigos. O preço do álcool e a limitação de compra faz com que o pre-drink vire item indispensável antes das festinhas!

7. Pre-party will become mandatory before going out to party.

You never, never, will never leave the house for a party without drinking at home or at a friends house. The price of alcohol and limiting the purchase makes the pre-drink before the turn indispensable item!

Pré festa

8. Você vai desistir de aprender norsk ou nunca vai tentar. 

História da minha vida. Pronunciar as vogais Ø, Æ, Å tem sido motivo de briga de casal. Eu simplesmente não consigo colocar tanta informação em forma de som na minha pequena cabeça. Quando penso que tô aprendendo, chega a professora e manda mais uma bomba. Depois de um dia de trabalho, cansada e morta, eu ainda preciso aprender a lidar com isso. Ms vamos que vamos, o caminho tá mais curto!

8. You will give up about learn norsk or will ever try.

Story of my life. Pronounce vowels Ø, Æ, Å has been a hardcore problem. I just can not save too much information about sounds in my head. When I think I’m learning, the teacher comes and give me a bomb. After a day’s work, tired and half-dead, I still need to learn to deal with it. But let it go, the way’s shorter now!

norskkurs

9. Você vai aprender na marra o limite de álcool e os horários de compra.

Álcool na Noruega é regulamentado, o que significa que ou você paga muito nos bares, por conta dos impostos de venda, ou você se adapta ao sistema e compra nos horários determinados (até às 20h durante a semana e no final de semana até às 16h) ou nos Vinmonopolet, que são nada mais do que lojas especializadas que vendem todo tipo de álcool por preços nada justos abusivos.Ah, no domingo é impossível! Ou, como boa brasileira, faça como eu: viaje muito e, quando você chegar no aeroporto, na volta, corra até o Tax Free (sim, os noruegueses correm, parece maratona) e abasteça sua adega! Ou traga na mala.

Mas lembre-se dos limites (rídiculo) impostos pelo Governo Norueguês, ou você vai para cadeia noruega e paga um rim pela multa.

9. You’ll learn, even on the hard way, the limit of alcohol and hours of purchase.

Alcohol in Norway is regulated, which means that either you pay a lot in bars, on account of sales tax, or do you adapt to the system and buy it at determined time (until 20h during the week and at the weekend up to 16h ) or at the Vinmonopolet, which is nothing more than specialty shops selling all kind of alcohol based on Norwegian prices. Ah on Sunday’s impossible! Or, as good Brazilian, as I do: travel a lot and when you arrive at the airport, run to the Tax-Free (yes, the Norwegians run, looks like a marathon) and fill up! Or bring in the suitcase from where you came from.

But remember the limits (what is nothing) imposed by the Norwegian Government, or you go to jail and will pay a kidney as fine.

Alcohol quote

10. Se você não é adepto, vai aprender que domingo é dia de “går på tur”.

Domingo é dia de sair de casa e curtir a natureza. Trilhas, andar pela floresta, picnics. Não importa, domingo, apra os noruegueses é dia de fazer alguma coisa ao ar livre. E para mim continua ser ficar em casa e dormir até o meio-dia. Tá, às vezes eu vou também!

10. If you are not adept, will learn that Sunday  is the “går på tur” day.

Sunday is the day to go out and enjoy nature. Hiking, walk through the woods, picnics. No matter, Sunday, for the Norwegians is the day to do something outdoors. And for me continues to be “to stay home and sleep until noon”. But yeah, sometimes I go too!

Preikestolen

4. Você vai aprender a pagar muito para tudo.

A Noruega é um dos países mais caros do mundo, como você já deve saber. No começo você vai chorar, mas depois de um tempo vai ver que é extremamente normal pagar 25 reais por 500ml de cerveja em um bar e 10 reais por um pacote de pão de forma. No final do ano você vai dar pulos de alegria ao ver seu importo, que pode chegar a 36%, voltar para você em forma de coroas norueguesas e garantir as suas férias de inverno/ Páscoa Tailândia, aqui vou eu! Mas, a boa notícia é que algumas vezes coisas boas acontecem e você pode fazer a festa na Ikea e nas promoções da HM e comprar uma sapatilha por 50kr (15 reais).

4. You will learn to pay too much for everything.

Norway is one of the most expensive countries in the world, as you may already know. In the beginning, you will cry, but after a while, you will see it is quite usual to pay 12 dollars per 500ml of beer in a bar and 10 dollars for a pack of bread. At the end of the year, you will give leaps with joy to see their care, which can reach 36%, back to you in the form of NOK and ensure your winter/Easter holidays. Thailand, here I come! But, the good news is that sometimes nice things happen and you can have some shopping fun at Ikea or at HM’s sales, and buy a ballerina for 50kr (7 USD).

5. Você vai de alguma forma aprender a gostar de peixe.

Eu amo salmão. Como muito, e se pudesse, todos os dias. Mas aqui não é só de salmão que o noruguês vive. Sardinha ao molho de tomate, o famoso Makrell Tomat no café da manhã, caviar no café da manhã, sopa de peixe a qualquer hora. Se você não gosta de peixe, vai mudar rapidinho de opinião!

5. You will somehow learn to like fish.

I love salmon. I could eat it everyday if I could. But norwegians prefer another kind of fish. Sardines with tomato sauce, the famous Makrell Tomat for breakfast, caviar for breakfast, fish soup anytime. If you do not like fish, you’ll quickly change your mind!

StabburetMakrellTomato

6. Você  vai aprender a comer kvikklunsj durante suas trilhas.

Kvikklunsj, ou “almoço rápido”,é a versão norueguesa do KitKat mas não. Eu não como chocolate, mas experimentei e tentei argumentar que é a versão mal feita do KitKat, mas vai desistir tamanha a decepção dos noruegueses hahaha Levar kvikk Lunsj para as viagens para a cabine, montanha ou trilhas é mais do que obrigação na Noruega. É lei!

6. You will learn to eat kvikklunsj during the hiking.

Kvikklunsj, or “quick lunch” is the Norwegian version of KitKat – but no. I do not like chocolate, but I ate it once and also tried to argue that it is a poorly made version of KitKat, but I gave up after seen such disappointment to the Norwegians hahaha Kvikk lunsj to take trips to the cabin, or mountain hiking is more than obligation in Norway. It’s the law!

kvikk-lunsj

7. Pré-festa vai virar obrigatório antes de sair pra balada.

Aqui você nunca, nunca, mas nunca vai sair de casa para um festa sem ter bebido em casa ou na casa de amigos. O preço do álcool e a limitação de compra faz com que o pre-drink vire item indispensável antes das festinhas!

7. Pre-party will become mandatory before going out to party.

You never, never, will never leave the house for a party without drinking at home or at a friends house. The price of alcohol and limiting the purchase makes the pre-drink before the turn indispensable item!

Pré festa

8. Você vai desistir de aprender norsk ou nunca vai tentar. 

História da minha vida. Pronunciar as vogais Ø, Æ, Å tem sido motivo de briga de casal. Eu simplesmente não consigo colocar tanta informação em forma de som na minha pequena cabeça. Quando penso que tô aprendendo, chega a professora e manda mais uma bomba. Depois de um dia de trabalho, cansada e morta, eu ainda preciso aprender a lidar com isso. Ms vamos que vamos, o caminho tá mais curto!

8. You will give up about learn norsk or will ever try.

Story of my life. Pronounce vowels Ø, Æ, Å has been a hardcore problem. I just can not save too much information about sounds in my head. When I think I’m learning, the teacher comes and give me a bomb. After a day’s work, tired and half-dead, I still need to learn to deal with it. But let it go, the way’s shorter now!

norskkurs

9. Você vai aprender na marra o limite de álcool e os horários de compra.

Álcool na Noruega é regulamentado, o que significa que ou você paga muito nos bares, por conta dos impostos de venda, ou você se adapta ao sistema e compra nos horários determinados (até às 20h durante a semana e no final de semana até às 16h) ou nos Vinmonopolet, que são nada mais do que lojas especializadas que vendem todo tipo de álcool por preços nada justos abusivos.Ah, no domingo é impossível! Ou, como boa brasileira, faça como eu: viaje muito e, quando você chegar no aeroporto, na volta, corra até o Tax Free (sim, os noruegueses correm, parece maratona) e abasteça sua adega! Ou traga na mala.

Mas lembre-se dos limites (rídiculo) impostos pelo Governo Norueguês, ou você vai para cadeia noruega e paga um rim pela multa.

9. You’ll learn, even on the hard way, the limit of alcohol and hours of purchase.

Alcohol in Norway is regulated, which means that either you pay a lot in bars, on account of sales tax, or do you adapt to the system and buy it at determined time (until 20h during the week and at the weekend up to 16h ) or at the Vinmonopolet, which is nothing more than specialty shops selling all kind of alcohol based on Norwegian prices. Ah on Sunday’s impossible! Or, as good Brazilian, as I do: travel a lot and when you arrive at the airport, run to the Tax-Free (yes, the Norwegians run, looks like a marathon) and fill up! Or bring in the suitcase from where you came from.

But remember the limits (what is nothing) imposed by the Norwegian Government, or you go to jail and will pay a kidney as fine.

Alcohol quote

10. Se você não é adepto, vai aprender que domingo é dia de “går på tur”.

Domingo é dia de sair de casa e curtir a natureza. Trilhas, andar pela floresta, picnics. Não importa, domingo, apra os noruegueses é dia de fazer alguma coisa ao ar livre. E para mim continua ser ficar em casa e dormir até o meio-dia. Tá, às vezes eu vou também!

10. If you are not adept, will learn that Sunday  is the “går på tur” day.

Sunday is the day to go out and enjoy nature. Hiking, walk through the woods, picnics. No matter, Sunday, for the Norwegians is the day to do something outdoors. And for me continues to be “to stay home and sleep until noon”. But yeah, sometimes I go too!

Preikestolen

[Sommerferie] Pula, Croácia

ENGLISH BELOW

Pula é uma cidade super pequena localizada na Croácia, a maior cidade do estado Ístria. Em uma hora você pode conferir todos os pontos históricos, então eu acho que 4 dias são suficientes. Se você optar pelo Hop on Hop off, em 40 minutos você fecha o circuito, por 10 euros.

Ficamos por 5 noites. Eu estava esperando muito de Pula, expectativas altas dá merda. Quero dizer, eu queria ir para a praia, mas mesmo depois de tanta pesquisa, eu estava esperando algo melhor do que eu li. É extremamente difícil de nadar nas praias, porque você precisa de sapatos, já que o mar é cheio de pedrinhas e ouriços do mar (e este pequeno machuca e DOI pacas se você pisar!). A água é fria, super suportável.

As pessoas em Pula podem falar alemão, mas falam um inglês muito sem vergonha. Quero dizer, eles tentam, mas é impossível de entender. Durante o verão é comum ver várias minivans e motorhomes ao redor da cidade e nos parques de camping, principalmente da Alemanha e da Dinamarca. Fiquei também um pouco de cara com os preços. Ok, eu vivo na Noruega, mas sou brasileira. Os preços não são muito diferentes do que a Noruega. É claro que muitos coisas são mais baratas, mas não tudo. Barcelona, por exemplo, era muito mais barata do que Pula. Ah, você precisa de dinheiro (Kuna-Kn), em quase todos os lugares eles não aceitam cartões de crédito!

1 – Pula Arena

Pula cidade é mais conhecida por seus muitos sobreviventes edifícios romanos antigos, o mais famoso dos quais é o seu primeiro-centuryamphitheatre, que está entre as seis maiores sobreviventes arenas romanas do mundo. Este é um dos anfiteatros mais bem preservadas da antiguidade e ainda em uso é hoje durante festivais de verão e para concertos. Durante o governo fascista italiano da Segunda Guerra Mundial, houve tentativas de desmontar a arena e movê-lo para a Itália continental, que foram rapidamente abandonado devido aos custos envolvidos. 40 kN para entrar. Estudante paga meia.

Pula Arena

2 – Templo de Roma

O templo era parte de uma tríade composta por três templos. O Templo de Augusto estava no lado esquerdo do templo central, eo templo semelhante da deusa Diana estava do outro lado do templo principal. Para entrar custa 10kn.

DCIM103GOPRO

3 – Arco de Sergii

É um arco triunfal romano antigo localizado no centro da cidade. O arco triunfal honorário foi erguido como um símbolo da vitória em Actium. Antigamente era o pórtico de entrada da cidade.

 

4 – Praias de Premantura Pomer, Medulin e Stoja e Aquário de Pula 

As 3 primeiras são pequenas cidades próximas de Pula. Alugamos uma scooter e vimos bastante desses lugares. Stoja é em Pula e chegamos em 20 minutos do centro da cidade, de ônibus. A maioria das praias fica em áreas fechadas, de camping. Se você está a pé, de bike ou scooter, não paga para entrar na maioria. Mas em algumas eles cobram 20kn de entrada.

Há um aquário em Stoka que eu posso te dizer com todas as letras: não vá. Pode ser bom para as crianças, mas não vale o dinheiro que você paga. O Aquário fica em uma fortaleza antiga em Stoja. É sujo, fede. Se você viu um aquário em Portugal, Orlando, Miami … não vá! Nós pagamos um total de 110 Kuna, bilhete normal e um de estudante.

DCIM103GOPRO

DCIM103GOPRO

DCIM103GOPRO

Detalhe pros pés, calçados em Toms!

DCIM103GOPRO

Bem, eu esperava muito mais de Pula. Mas foi bom, nós realmente relaxamos e não fizemos nada! Para as próximas semanas eu vou ter algo bom para compartilhar e eu vou escrever muito mais, desta vez sobre a Escandinávia!

 

ENGLISH VERSION

Pula is a really small city in Croatia, but the biggest of the Istriac state. In one hour you can check all the historical places, so i think 4 days can be enough.

We stayed for 5 nights. I was expecting a lot. I mean, i wanted to go to the beach, but even after so much research, i was expecting something better. Its extremely hard to swim because you need shoes, since the sea is full of rocks and sea urchins (and this small little thing HURTS as hell!). The water is cold, but not bad.

People in Pula can speak good germany but not english at all. I mean, they try, but its impossible to understand. During sommer its common to see lots of mini vans and motorhomes around the city and the campings, mainly from Germany and Denmark. I became also a bit worried about the prices. Ok, i live in Norway, but im brazillian. The prices are not so much different than Norway. Of course many stuff are cheaper, but not all. Barcelona, for example, was much cheaper than Pula. Ah, you need cash, in almost all places they dont accept credit cards!

1- Pula Arena

Pula city is best known for its many surviving ancient Roman buildings, the most famous of which is its 1st-centuryamphitheatre, which is among the six largest surviving Roman arenas in the world. This is one of the best preserved amphitheatres from antiquity and is still in use today during summer film festivals and for concerts. During the World War II Italian fascist administration, there were attempts to disassemble the arena and move it to mainland Italy, which were quickly abandoned due to the costs involved. 40Kn to enter. Students pays half.

2- Temple of Rome

The temple was part of a triad consisting of three temples. The Temple of Augustus stood at the left side of the central temple, and the similar temple of the goddess Diana stood on the other side of the main temple. To enter costs 10Kn

3- Arch of the Sergii

is an Ancient Roman triumphal arch located at downtown. The honorary triumphal arch, originally a city gate, was erected as a symbol of the victory at Actium.

4- Premantura Pomer, Medulin and Stoja beaches and Pula Aquarium

The 3 firsts are small cities near Pula. We rented a scooter and we saw quite a lot of these places. Stoja is in Pula and we reached in 20min from downtown, by bus. There are an Aquarium that i can tell you with all the letters: dont go. Can be nice for kids but not worth value for the money. The Aquarium takes place in a Old Fortress in Stoja. It is dirty, smells bad. If you saw the aquarium in Portugal, Orlando, Miami… dont go! We payed a total of 110 Kuna,  normal + student ticket.

Well, i expected a LOT more from Pula. But was nice, we really relaxed! For the next weeks i will have something nice to share and i will write much more, this time about Scandinavia!

 

[Passeios em Oslo/ Tours in Oslo] Oscarsborg Fortress

ENGLISH BELOW

Oscarsborg Festning é um forte costeiro no Oslofjord, perto de Drøbak. Assim que chegamos de Barcelona Tomas disse que seria legal irmos lá, já que o tempo estava ótimo e a temperatura super alta, o que deixaria o passeio bem legal. Convidei a Geneva e o Remi, um casal super bacana. Comecei a falar com a Neva pelo Instagram (modernidade!) e os convidei para irem com a gente. Achei o máximo quando eles aceitaram, foi um passeio muito bom!

A fortaleza situa-se em duas pequenas ilhas. O fiorde era território militar até 2003, quando abriram as ilhas ao público e transformaram em museu. A fortaleza é mais conhecida pelo afundamento do navio German heavy Blücher em 9 de Abril de 1940.

A fortaleza é acessível somente por barco. Um serviço de balsa funciona todos os dias durante todo o ano de Drøbak para Oscarsborg. A travessia de Drøbak leva cerca de 10 minutos e você pode pegar um ônibus para Oslo a cada 30 minutos. Você pode verificar as partidas aqui. De Oslo há um barco, número 602, deixando todos os dias às 10h da Aker Brygge, chegando a 11h15 em Oscarsborg.

Esta fortaleza é uma das 14 fortalezas gerenciadas pela Força Nacional. As fortificações nacionais não mais um lugar importante da defesa, mas sim um espaço turístico e de visitação pública. Com a redução do uso da força  militar (para fins de guerra), tornou possível para abrir as fortalezas para visitação. O Parlamento Norueguês decidiu, em 2002, liberar os fortes para uso civil. O mandato foi abrir as fortalezas para o público e criar fortes “vivos”, com público. Oscarsborg é uma das fortificações históricas mais importantes da Noruega. As ilhas kaholmen foram usadaspara fins militares desde 1640 por causa de sua posição estratégica no Drobaksound, onde o Oslofjord está localizado. Mais sobre a história pode ser vista no Museu da Ilha, com entrada gratuita.

Hoje não há nenhuma atividade militar no Oscar fortaleza, mas um comandante que, em colaboração com atores Oscarsborg quer criar nova vida em solo histórico.

Mais informações aqui.

 

ENGLISH VERSION

Oscarsborg Festning is a coastaline fortress in the Oslofjord, close to Drøbak. As soon as we arrived from Barcelona, Tomas said that would be nice going there, since the weather was great and we had super nice temperature. I invited Geneva and Remi, a  super nice couple. I started talking to the Neva by Instagram (modern!) and invited them to come with us. Was really good when they accepted!It was a great day!

The fortress is situated on two small islets. The fjord was military territory until 2003 when it was made a publicly available resort island. The fortress is best known for sinking the Germanheavy cruiser Blücher on 9 April 1940.

The fortress is only accessible by boat. A ferry service runs every day all year from Drøbak to Oscarsborg Fortress. The crossing from Drøbak takes about 10 minutes and  you can take a bus to Oslo circa 30 minutes. You can check for departures here. From Oslo there are a boat, number 602, leaving every day at 10am from Aker Brygge, arriving at 11h15 in Oscarsborg.

This fortress is one of 14 forts managed by the National Fortification. The national fortifications no longer as important a place in our modern defense. Reduced military use has made it possible to open the fortresses of joy for most people. Parliament decided in 2002 to release the national fortifications to civilian use. The mandate was to open the fortresses to the public and create living fortifications. Oscarsborg is one of the most important historical fortifications in Norway. The kaholmen islands has been used for military purposes sinc 1640 because of their strategic position in the drobaksound, where the Oslofjord is at narrowest. More can be learned at the Museum on the Island, with free entrance.

Today there is no military activity on Oscar fortress, but a commander who, in collaboration with actors in Oscarsborg wants to create new life on historic ground.

More information here

Com Tomas e Remi e Neva; casal querido que conhecemos.

With Tomas and Remi and Neva; great couple that we have met.

140604127023564000_resized

140604002461747800_resized

A praia! Mata a pau muitas que eu conheço!

The beach: super nice, and great temperature!

140604145709887500_resized

Um ano de Noruega!

ENGLISH VERSION BELOW

Um ano em Oslo. Neste mesmo dia 14, chegávamos eu e minha mãe nessa cidade fria. Chovia muito e as malas ficaram para trás. Que belo começo…

Sou brasileira. Amo o meu país, a minha cultura, família e amigos. Quando minha relação com o Tomas chegou no “ou vai, ou racha”, mal pensei ao responder com um sonoro sim. Na verdade eu respondi sem pensar. A medida que a mudança se aproximava eu chorava escondida e ficava imaginando como seria a minha vida longe da minha família e dos meus amigos.

Sempre me perguntam o por quê de querer sair do Brasil. Na verdade eu nunca quis isso, as coisas foram acontecendo e eis que me mudei pra Oslo. Sempre gostei de viajar e já rodei muito, vi a ida para Noruega como um aprendizado, e claro, mudanças que podem ser boas, ou não.

Comecei a sentir na pele o que é ser imigrante assim que dei entrada nos papeis do meu visto. Não é fácil ter um visto e a encheção de saco já começa ao provar meu relacionamento com o Tomas. Fotos de momentos com as nossas famílias, amigos, viagens, carimbos nos passaportes. Tudo isso conta. No total foram 6 meses de espera pelo visto. Eu  não poderia sair da Noruega. Se saísse, só poderia voltar quando o visto fosse aprovado. Eu saí. Saí de Oslo em novembro para o aniversário de 15 anos da minha sobrinha (A “konfirmasjon” do brasileiro), momento importante e que eu não poderia perder. Tomas conseguiu mais uma vez trabalhar a distância, o que não era um problema para mim, que estava na base do homeoffice. Foram quase 3 meses no Brasil, passando calor, aproveitando muito e por fim, morrendo de saudades da Noruega.

Saudades da Noruega?

Sim. Saudades da segurança que Oslo me proporciona. O fato de eu poder sair de casa ao meio-dia e voltar as duas da manhã em segurança: sozinha, caminhando e com o celular na mão. Repito: eu amo o Brasil, quero voltar a morar lá, mas ando chocada com a falta de segurança, principalmente nas cidades que morei. Sempre quando alguém me diz que “odeia o Brasil”, “muita corrupção”, “merda de país” entre outras mil coisas, eu sempre pergunto: o que você ainda faz aí?. Minha teoria é: Brasil, Ame-o ou deixe-o Pelo amor de Deus, não liguem à ditadura!

As mil diferenças entre Noruega e Brasil também são motivos constantes que me levam a pensar o que eu estou fazendo aqui. Eu tenho me esforçado ao máximo para entender que as pessoas aqui não são como as que eu estou acostumada. É engraçado eu escrever isso, mas meu círculo de amizades no Brasil é totalmente diferente do que eu tenho aqui. Em todos os aspectos.Graças a Deus meu dia agora está 200% ocupado, não tenho tempo para pensar em nada. Tenho ligado para minha mãe quando vou pra escola porque não tenho outra hora até pela diferennça de 5h.  Mas a falta que os meus amigos fazem é algo que machuca muito. Não vou nem falar da família, algo óbvio. Mas os meus amigos, aqueles que eu via todos os dias, saia nos finais de semana e sempre ligava… Ah, isso sim doi. Algo que não me acostumei ainda.

E depois de quase um ano, resolvi voltar a escrever a continuação deste post aqui.

Deixo claro mais uma vez que é o MEU ponto de vista. Coisas que eu vi, vivi ou percebi.

  • Se você é brasileira e frequentar uma escola de norueguês prepare-se para ser amada e odiada. Em menos de um mês de aulas entendi que as afegãs, paquistanesas e iraquianas não vão com a minha cara. Depois de chegar na escola e dar oi para elas e, mesmo sem sucesso insistir, comecei a entender que sou persona non grata. Um colega da sala disse que elas têm inveja risos. Como sempre me dei bem com homens, larguei de mão desse povo.
  • Meus vizinhos não conversam comigo, muito menos me cumprimentam, mas amam fofocar. Depois de ficarmos no Brasil por 2 meses, eles notaram o nosso sumiço e mandaram um sms para a dona do apartamento que moramos falando que estavam preocupados com a gente. Resultado: a dona do apartamento louca tentando ligar para gente, mandou um email nervosa, falando que deveríamos ter falado para ela que estaríamos fora. Oi? Quem ama cuida hahahaha
  • Depois de muitas andanças agora acho quiabo, couve (sem gosto), feijão-preto, fradinho, guaraná e polvilho. Mas ainda tenho fé que vou achar molho de alho Pirata e jiló.
  • Na escola os banheiros são unissex. Todo mundo junto e reunido, nada de Meninos – Meninas.
  • Se você encontrar um produto vencido na rede de supermercados KIWI, você leva ao caixa e ganha o valor do produto em dinheiro. Tem gente que vive disso.
  • Existe corrupção na Noruega. Um jornal de grande circulação flagrou um policial de alta patente recebendo dinheiro e outro envolvido com a venda de drogas em Oslo.
  • Desde que eu entrei no curso de norsk meu sogro só fala em norueguês comigo. Quando eu não entendo nada respondo: Ja, Ja = Sim, sim.
  • Norueguês não se despede. Eles simplesmente saem andando e te deixam no vácuo.
  • Não existe senhor e senhora. Se você precisa falar com alguém mais velho, o que no Brasil seria sinal de respeito usar esses termos, você o chama pelo nome. Simples.
  • Me perguntaram se “casei” com o Tomas por amor ou se meu pai pagou. Nunca imaginei que um dia eu passaria por uma situação como essa e o pior, descobrir que a pessoa que me perguntou isso sofre abusos sérios em casa.Tentei ajudar e ela me disse: “Eu tenho uma vida melhor aqui na Noruega, quando eu conseguir o meu passaporte vai ser ainda melhor”. Triste.
  • Algumas pessoas não ligam se você não fala norueguês. Passei um fds com algumas pessoas que não se importaram em falar inglês para que eu pudesse entender e, quando viram que eu estava extremamente sem graça e sem lugar, tentaram reverter a situação. Acabei falando “Agora não precisa, já estamos indo embora”. Não desejo isso a ninguém!
  • Patriotas. Norueguês ama a Noruega e para eles não existe lugar melhor que BH aqui. Em toda casa pode-se ver uma bandeirinha. Obviamente aqui também temos uma: do Brasil. Rá!
  • Se você for convidado para visitar uma cabine (no Brasil seria o sítio o a fazenda de alguém), sinta-se honrado. Como o povo é muito fechado, se algum amigo (não vale familiar) te convidar é porque realmente gostam de você. Ok, gostam de mim hahaha
  • Noruega é o lugar no mundo onde você pode comprar um esmalte pelo preço de uma cadeira; uma manta pelo preço de uma bala e por aí vai. God bless Ikea!
  • Noruega é o país da dupla moral: é um dos países que mais fabricam e vendem armas, mas a polícia não pode andar armada. Entre outros. Vou fazer um post só sobre isso.
  • Aqui é mais barato viajar de Oslo até Warsaw de avião e voltar, do que ir para o aeroporto e voltar: de ônibus.

Fica um vídeo que o Tomas fez! E uma foto que exemplifica bem a maior de todas as diferenças: as 4 estações! música da Sandy and Jr pfv.

 

4 seasons Oslo

ENGLISH VERSION
A year in Oslo! Today, at the same day last year, me and my mom arrived at this cold city. It was raining heavily and our luggage was missed. What a beautiful beginning …

I am Brazilian. I love my country, my culture, family and friends. When my relationship with Tomas arrived at “stay or go”, I havent thought to respond with a resounding yes. Actually i answered without thinking. As the change was coming and i cried hidden wondered how my life would be away from my family and my friends .

People always ask me why i wanted to leave Brazil . Actually I never wanted this , things were happening and behold, I moved to Oslo. I always liked to travel and have ran very , saw the way to Norway as a learning and course changes that can be good or not .

I began to feel on my skin which is an immigrant when i entered in my visa papers. It is not easy to have a visa and pain in the ass already beginning to prove my relationship with Tomas. Pictures of moments with our families, friends, travel, stamps in passports. All this helped. In total there were 7 months of waiting for the visa. I could not get out of Norway. If i got out, i could only return when the visa was approved. I left. I left Oslo in November for the 15th birthday of my niece (The brazillian “konfirmasjon”), important moment and i could not miss. Tomas was once again able to work at a distance, which was not a problem for me, since I was on the base of home office. Were almost 3 months in Brazil, from the heat, enjoying a lot and finally missing Norway.

Missing Norway?

Yeah! I missed the security that Oslo provides me. The fact that I can leave my house at noon and come back at two in the morning safe: alone and walking with the phone in hand. I repeat: I love Brazil, I want to go back to live there, but im shocked at the lack of security, especially in the cities I lived. Whenever someone tells me they “hate Brazil” , ” a lot of corruption ” , ” shitty country ” and among a thousand other things , i always ask : what are you still doing there?. My theory is: Brazil, Love it or leave it.

The thousand differences between Norway and Brazil are also listed reasons why I think what im doing here. Ive been trying my best to understand that people here are not like the ones Iim used to. Its funny I write this, but my circle of friends in Brazil is totally different than what i have here. In all aspects. Thanks God my day is now 200 % busy, have no time to think about anythinghe fact that im far from my friends is something that hurts a lot. I will not even talk about the family, its obvious. But my friends, who I saw every day, go out on weekends and always care … Oh, yes it hurts.

And after a year, I decided to rewrite the continuation of this post here.

I make it clear again that is MY point of view. Things I saw, lived and realized.

  • If you are Brazilian and Norwegian attend school ready to be loved and hated. In less than a month of lessons did that a ouple of girls dont go with my face . After arriving at school and say hi to them , and even without insisting success, I began to understand that I am persona non grata.
  • My neighbors do not talk to me, don’t even greet me, but they love to gossip . After stay in Brazil for 2 months, they noticed our absence and sent a sms to the owner of the apartment we lived were concerned that talking with us. Result: the owner of the apartment got crazy trying to call us, sent an angry email saying that we should have told her I’d be out . We have a saying in Brazil: “Who loves, care”.
  • At school bathrooms are unisex. Everyone “together” and, no Boys – Girls.
  • If you find an expired product at KIWI supermarkets, it takes you to earn the value of the product in cash. Some people live it.
  • There are corruption in Norway. A newspaper caught an officer  involved with selling drugs in Oslo.
  • Since i started the norsk course my father-in-law only speaks to me in Norwegian. When I do not understand anything i say: Ja, Ja = Yes, yes .
  • Norwegian people dont goodbye. They just walk out and leave you alone hahaha.
  • No sir and madam. If you need to speak with someone older, which in Brazil is a sign of respect to use these terms, you call them by name. Simple.
  • A girls asked if I “married ” Tomas for love or if my father paid . I never imagined that one day I would go through a situation like this and worse, find out that the person who asked me that suffers serious abuse at home .I tried help and she told me : ” I have a better life here in Norway , when I get my passport will be even better . ” Sad.
  • Some people do not care if you do not speak Norwegian . They will keep talking in norsk even knowing that you dont speak. Do not wish that to anyone!
  • Patriots. Norwegian loves Norway and for them there is no better place than here. In every house you can see a little norwegian flag. Obviously here we also have one flag: Brazillian. Ha!
  • If you are invited to visit a cabin feel honored. As the people are very closed, if some friend (not worth family ) ask you is because they really like you .
  • Norway is the place in the world where you can buy a table for the price of a nail polish; a blanket for the price of a candy and so on. God bless Ikea!
  • Norway is the country of double standards: it is one of the countries that manufacture and sell more weapons, but the police can not go armed. Among others. I’ll do a post just about that.
  • Here is cheaper to travel from Oslo to Warsaw by plane and back than to go to the airport and back by bus.

Check up a video that Tomas made and a pic that shows the biggest difference btw Norway and Brazil in my opinion: the four seasons.

A Noruega na TV

Minha dica para saber/conhecer um pouco sobre a Noruega é ver os vídeos abaixos e fuçar no google. Tenho visto muitos bons comerciais e séries e resolvi compartilhar. De algum modo eles mostram algo interessante sobre a Noruega e que, sem dúvidas vai te ajudar a enxergar um país que vai além do salmão fabuloso  dos índices de desenvolvimento…

Antes de visitar a Noruega a primeira coisa que vinha a minha cabeça era “Vikings”. Os vikings eram descritos como guerreiros piratas nórdicos que viajavam em seus barcos com o intuito de explorar e descobrir novas terras. O povo normalmente chamado de viking era composto de vários grupos diferentes, incluindo dinamarqueses, suecos e noruegueses, que também eram divididos em reinos menores. Morrer em uma batalha era a glória. Ser viking era bem como uma profissão: lutar, ganhar e levar os bens para casa ouro, prata, bem como descobrir e invadir novos territórios.

Ano passado descobrimos o seriado Vikings, que passa no History Channel. A série é muito bem produzida, está na segunda temporada. Acredito que seja filmada no Canadá: muito verde, montanhas e lagos. Imagens de tirar o fôlego. O seriado mostra um pouco dos costumes Viking: sobre como eles honravam aos Deuses e etc. A peça chave é Ragnar Lodbrok (em nórdico antigo: Ragnarr Loðbrók) um rei semi-lendário da Suécia e Dinamarca que reinou durante os séculos VIII e IX.

 

Tenho assistido muito à TV, principalmente para afinar o ouvido. Uma propaganda que me chamou atenção foi da Widerøe, cia áerea que faz alguns trechos na Noruega. A propaganda é super fofa. Basicamente o neto pede para o avô fazer a mágica que ele sempre faz. Ao final, a surpresa que o garoto espera. Super lindo!

 

 

Outra dica de seriado é Lilyhammer, cidade norueguesa que já foi palco das Olimpíadas de inverno e que hoje é lembrada por ter recebido na ficção o gangster vivido por Steven Van Zandt, que escolhe a cidade para começar uma vida “longe do crime”.

A série é produzida pelo Netflix e coproduzida pela NRK, canal de TV estatal.

 

 

Para finalizar a lista, este comercial é um que quando eu vejo eu sempre gargalho.

É ridículo, mas é engraçado hahaha

 

 

 

Sobre o meu medo de avião!

Medo de voar de avião.

Socos no estômago, suor frio, tonturas.. Ansiedade pré-voo. O problema é mais comum do que se imagina. Por mais que as pesquisas confirmem que as viagens aéreas são mais seguras do que viajar de ônibus ou carro, para milhares de pessoas como eu, embarcar em um avião é uma situação desconfortável e causa pavor só de pensar.

Leio muito, sei o suficiente pra identificar pequenos problemas e desesperos. E acredite, tudo acontece comigo, incrível. Já passei por inúmeros episódios que só Deus sabe como eu superei. Em um dos meus últimos voos, vindo de Salvador foi o ápice: me desesperei tanto durante a decolagem que comecei a chorar compulsivamente. Ali me dei conta de que preciso procurar por ajuda.

O sofrimento já começa antes de entrar no avião. Um dia antes já sonho, me desespero e etc.

As minhas técnicas variam da “benzição”; entro com o pé direito, toco o avião e faço o nome do Pai, “audição”; preciso estar ouvindo algo que não os avisos sonoros. Pode ser qualquer coisa que não me deixe ouvir o ronco da turbina. Nessa hora apelo pro iPod: deixo ligado e coloco um metal pra tocar (Sim, desrespeito as leis, por necessidade!) e, por fim, pela posição de “indiozinho”; de alguma forma cruzo as pernas para não sentir o avião “trepidar”. O mais engraçado é que isso SÓ acontece durante a decolagem. Durante o pouso só começo a suar frio, mas me seguro (até o avião precisar arremeter!). Sempre quando faço voos longos raramente sinto toda pressão, talvez pelo tamanho da aeronave, já que meu problema é agravado quando voo em aviões menores Embraer, socorro!.

Semana passada fomos para o Rio. Cheguei no aeroporto e minha mãe, tia e sobrinha já nos esperavam. A surpresa: havia esquecido minha identidade. ESQUECIDO. Gente, voo desde sempre e depois de 28 anos, eu ali, desesperada no checkin, sem documento. Me senti uma anta. Corri na Polícia Civil e fiz um BO, o primeiro da minha vida, para poder embarcar. Já entrei no avião 500 vezes mais nervosa do que o normal, o que claro, fez com que o pouso no Santos Dumont em um Airbus fosse ainda mais emocionate, já que a pista tem uns 3Km ou menos e o pouso ali é totalmente manual.

Se vai passar não faço ideia. Mas parar de voar eu não posso, nem consigo!

13141807

DCIM108GOPRO

ta

Pouso SDU A319 Tam

Pouso SDU A319 Tam

Ajeitando a casa!

Dias corridos..

Mal parei para escrever..Babãe estava aqui, aproveitei ela bastante, ri muito, ela descansou, foi ótimo, graças a Deus! O que me deixa feliz é que em junho ela quer voltar 😀 Agora vou aproveitar o tempo livre pra escrever; coisa que eu adoro, mas estava sem tempo.

Minha mãe foi embora na terça, então tenho dito que agora sim é que a vida na Noruega começou. Ela saiu daqui de Oslo às 6h20 da manhã, com escala em AMS, GRU e então CNF. Mas, pra variar só um pouco a KLM se queimou comigo.O atendente aqui no Gardermoen me disse que as malas iriam direto pra BH. Na hora questionei, já que a lei alfandegária no Brasil sugere que o controle seja feito na primeira parada, no caso GRU. MAs o cara riu da inha cara e disse: “Be calm”. Calma de cu é rola. Pedi o Tomas pra perguntar em norsk, vai que meu inglês tá uma merda, nunca se sabe. O cara falou: “Malas em Belo Horizonte”. OK. Tchau, mãe, te amo, boa viagem.

Acompanhei o voo minuto a minuto pelo radar, assim que ela desembarcou liguei pro celular e nada.. Só desligado. Pensei que ela estivesse no Free shop, como o planejado. Ao contrário. Quando consegui falar, um rapaz da Gol atendeu o celular dela e me disse: Sua mãe perdeu o voo, mas está tudo bem. Falei rapidamente com ela e perguntei como ela estava: cansada, com fome e puta da cara. Me explicou que quando estava saindo resolveu confirmar sobre as malas e claro, ela precisaria retirar. Perdeu o voo por erro de comunicação da KLM. KLM nunca mais. Novembro iremos de Lufthansa.

Vida que segue!

Depois que a minha mãe foi embora meus dias ficaram mais longos ainda e eu precisava mexer o meu traseiro. Com ela aqui saímos todos os dias pra passear, bater perna no shopping… Há alguns dias havia enviado meu cv para uma menina que rala numa Startup aqui em Oslo chamada Mesh. Troquei alguns emails com um rapaz inglês e hoje fui encontrá-lo para saber mais sobre o projeto que ele toca, dentro da startup. O projeto é bacanérrimo, tudo o que eu aprendi trabalhando na Cila: moda, runway.. O cara é foda, me lembrou muito os meninos da yap’, em especial o Diego e o Thiago. Parecia que eu tinha voltado pra agência. Papo vai e vem, ele me falou de quanto poderia bancar, o que é pouco aqui, mas muito pra quem está sentada o dia inteiro coçando, além de poder criar um network  foda aqui. O cara é tão bacana que quando cheguei em casa recebi uma mensagem:”Ei Poly, prazer em te conhecer! Apareça aqui na Mesh hj Às 18h para umas cervejas”. Gente, chorei. Vou fazer amizades! Vou sair da internet! Em suma: Poly got a job, babe!

Saí do encontro e fui pra Gronland, um bairro de imigrantes aqui. Faço feira lá: a qualidade é melhor, os preços ainda mais. Estava empolgada, cantando e escolhendo as coisas.Resolvi entrar no mercado para vasculhar, nunca havia feito isso. Sempre fazia a feira, pagava e tchau. Gente, achei fubá! Imaginem a minha alegria ao ver fubá!!!!! Meu dia ficou colorido com o fubá na minha frente!

A vida tem sido boa pra mim aqui… Dias de chuva chata; até ganhei uma jaqueta para chuva! O sol saiu tímido hoje. Pensei que iria detestar o clima, mas tenho me dado bem. Segunda a academia volta. Aos poucos estou ocupando os meus dias até o início das aulas. O Tomas tem sido maravilhoso, se eu pedir a lua é capaz dele tentar trazer. Me trata melhor do que eu mereço! Estou muito feliz e satisfeita aqui. Morrendo de saudades da família, da Elisa e da Bruninha, mas novembro chega rapidinho!

Primeiro passo para a vida na noruega: concluído. Próximo passo: visto (meio caminho andado!).