Emprego e mercado de trabalho na Noruega

Recebo muitos emails com uma questão em comum: Polyanna, quero me mudar para Noruega, é fácil arrumar emprego?. Não. Não é fácil. E as coisas não são tão simples quanto as pessoas imaginam: vou arrumar minha malinha e ir para Noruega, porque lá é um país de primeiro mundo e não tem esquerda, nem direita.

Antes de qualquer coisa você precisa pensar em relação ao visto. Como expliquei neste post aqui. A oferta de trabalho por aqui é grande, mas você precisa falar norueguês. Conheci muita gente que me dizia: “Ah, eu falo inglês, me viro”. Na hora que o bicho pegava não falava era nada além de My name is. Claro que tem muita gente que não fala inglês e se vira (adoraria saber como), talvez pela linguagem de sinais. Se eu não falasse inglês tenho certeza de que meu norueguês seria muito melhor a esta altura. Como a maioria dos meus amigos não é daqui, inglês é a minha língua oficial e só uso norueguês se estou alcoolizada ou se me forçam. Escrevo bem, mas na hora de falar, t r a v o. Mas estou trabalhando esse quesito.

Oslo possui uma das taxas de desemprego mais baixas do país, sendo, por isso, um dos locais mais fáceis para encontrar trabalho. Muitas das empresas, sobretudo na área de TI, exigem o domínio do norueguês.

Um órgão que suporta e apoia o recém chegado à Noruega é a NAV–  Agência Serviço de Emprego e Assistência Social. A NAV possui escritórios espalhados pelas Kommunas (região da cidade onde você mora, bairro) e oferece ajuda quando é preciso qualificações para emprego, doença ou outras situações, como por exemplo ajuda econômica e assistência social. Bom frisar que a NAV não tem a responsabilidade sobre a procura ou garantia de trabalho, embora tenha como objetivo facilitar o emprego para a maioria dos indivíduos.

Em 1954, os países nórdicos (Noruega, Suécia, Dinamarca e Finlândia) celebraram acordo formal sobre a livre movimentação de mão de obra. Em 1994, entrou em vigor o acordo EEA, que expandiu o mercado de trabalho norueguês pela adesão ao mercado comum europeu de mão de obra. A nova Lei de Imigração e sua regulamentação, em vigor desde 1º de janeiro de 2010, contêm normas sobre a mão de obra imigrante. A exigência de permissão de trabalho para cidadãos de países UE/EEA/EFTA foi substituída pela exigência de registro junto à UDI.

Num país onde a taxa de desemprego pouco ultrapassa os 3 pontos percentuais, o recrutamento de Engenheiros é um dos principais atrativos, seguido de profissionais ligados ao Marketing e à Economia. A legislação norueguesa apenas prevê um máximo semanal de 37.5 horas de trabalho, sendo qualquer minuto extra obrigatoriamente pago aos trabalhadores. Por ano, o trabalhador tem direito a 25 dias de férias (ou 30, se tiver mais de 60 anos de idade), sendo que parte desses dias são obrigatórios no verão.

Alguns sites que podem ser uteis na busca por emprego:

  1. linkedin.com
  2. indeed.com/no
  3. finn.no/jobb
  4. nav.no
  5. www.workinginnorway.no
  6. www.legejobber.no 
  7. www.monster.no
  8. www.karrierestart.no
  9. www.jobb24.no
  10. www.tu.no/karriere
  11. www.stillinger.no

Quer migrar para a Noruega? Leia mais no site da Embaixada da Noruega no Brasil.

Anúncios

Um comentário sobre “Emprego e mercado de trabalho na Noruega

  1. Poliana, para conseguir um emprego não especializado, como ajudante de cozinha ou limpeza, em geral pedem idioma ou esperiência? No caso possuo cidadania alemã. Acha que seria difícil de eu conseguir chegando aí sem um contrato? Qual seriam os procedimentos? Desculpe tantas perguntas e obrigada.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s