[Sommerferie] Pula, Croácia

ENGLISH BELOW

Pula é uma cidade super pequena localizada na Croácia, a maior cidade do estado Ístria. Em uma hora você pode conferir todos os pontos históricos, então eu acho que 4 dias são suficientes. Se você optar pelo Hop on Hop off, em 40 minutos você fecha o circuito, por 10 euros.

Ficamos por 5 noites. Eu estava esperando muito de Pula, expectativas altas dá merda. Quero dizer, eu queria ir para a praia, mas mesmo depois de tanta pesquisa, eu estava esperando algo melhor do que eu li. É extremamente difícil de nadar nas praias, porque você precisa de sapatos, já que o mar é cheio de pedrinhas e ouriços do mar (e este pequeno machuca e DOI pacas se você pisar!). A água é fria, super suportável.

As pessoas em Pula podem falar alemão, mas falam um inglês muito sem vergonha. Quero dizer, eles tentam, mas é impossível de entender. Durante o verão é comum ver várias minivans e motorhomes ao redor da cidade e nos parques de camping, principalmente da Alemanha e da Dinamarca. Fiquei também um pouco de cara com os preços. Ok, eu vivo na Noruega, mas sou brasileira. Os preços não são muito diferentes do que a Noruega. É claro que muitos coisas são mais baratas, mas não tudo. Barcelona, por exemplo, era muito mais barata do que Pula. Ah, você precisa de dinheiro (Kuna-Kn), em quase todos os lugares eles não aceitam cartões de crédito!

1 – Pula Arena

Pula cidade é mais conhecida por seus muitos sobreviventes edifícios romanos antigos, o mais famoso dos quais é o seu primeiro-centuryamphitheatre, que está entre as seis maiores sobreviventes arenas romanas do mundo. Este é um dos anfiteatros mais bem preservadas da antiguidade e ainda em uso é hoje durante festivais de verão e para concertos. Durante o governo fascista italiano da Segunda Guerra Mundial, houve tentativas de desmontar a arena e movê-lo para a Itália continental, que foram rapidamente abandonado devido aos custos envolvidos. 40 kN para entrar. Estudante paga meia.

Pula Arena

2 – Templo de Roma

O templo era parte de uma tríade composta por três templos. O Templo de Augusto estava no lado esquerdo do templo central, eo templo semelhante da deusa Diana estava do outro lado do templo principal. Para entrar custa 10kn.

DCIM103GOPRO

3 – Arco de Sergii

É um arco triunfal romano antigo localizado no centro da cidade. O arco triunfal honorário foi erguido como um símbolo da vitória em Actium. Antigamente era o pórtico de entrada da cidade.

 

4 – Praias de Premantura Pomer, Medulin e Stoja e Aquário de Pula 

As 3 primeiras são pequenas cidades próximas de Pula. Alugamos uma scooter e vimos bastante desses lugares. Stoja é em Pula e chegamos em 20 minutos do centro da cidade, de ônibus. A maioria das praias fica em áreas fechadas, de camping. Se você está a pé, de bike ou scooter, não paga para entrar na maioria. Mas em algumas eles cobram 20kn de entrada.

Há um aquário em Stoka que eu posso te dizer com todas as letras: não vá. Pode ser bom para as crianças, mas não vale o dinheiro que você paga. O Aquário fica em uma fortaleza antiga em Stoja. É sujo, fede. Se você viu um aquário em Portugal, Orlando, Miami … não vá! Nós pagamos um total de 110 Kuna, bilhete normal e um de estudante.

DCIM103GOPRO

DCIM103GOPRO

DCIM103GOPRO

Detalhe pros pés, calçados em Toms!

DCIM103GOPRO

Bem, eu esperava muito mais de Pula. Mas foi bom, nós realmente relaxamos e não fizemos nada! Para as próximas semanas eu vou ter algo bom para compartilhar e eu vou escrever muito mais, desta vez sobre a Escandinávia!

 

ENGLISH VERSION

Pula is a really small city in Croatia, but the biggest of the Istriac state. In one hour you can check all the historical places, so i think 4 days can be enough.

We stayed for 5 nights. I was expecting a lot. I mean, i wanted to go to the beach, but even after so much research, i was expecting something better. Its extremely hard to swim because you need shoes, since the sea is full of rocks and sea urchins (and this small little thing HURTS as hell!). The water is cold, but not bad.

People in Pula can speak good germany but not english at all. I mean, they try, but its impossible to understand. During sommer its common to see lots of mini vans and motorhomes around the city and the campings, mainly from Germany and Denmark. I became also a bit worried about the prices. Ok, i live in Norway, but im brazillian. The prices are not so much different than Norway. Of course many stuff are cheaper, but not all. Barcelona, for example, was much cheaper than Pula. Ah, you need cash, in almost all places they dont accept credit cards!

1- Pula Arena

Pula city is best known for its many surviving ancient Roman buildings, the most famous of which is its 1st-centuryamphitheatre, which is among the six largest surviving Roman arenas in the world. This is one of the best preserved amphitheatres from antiquity and is still in use today during summer film festivals and for concerts. During the World War II Italian fascist administration, there were attempts to disassemble the arena and move it to mainland Italy, which were quickly abandoned due to the costs involved. 40Kn to enter. Students pays half.

2- Temple of Rome

The temple was part of a triad consisting of three temples. The Temple of Augustus stood at the left side of the central temple, and the similar temple of the goddess Diana stood on the other side of the main temple. To enter costs 10Kn

3- Arch of the Sergii

is an Ancient Roman triumphal arch located at downtown. The honorary triumphal arch, originally a city gate, was erected as a symbol of the victory at Actium.

4- Premantura Pomer, Medulin and Stoja beaches and Pula Aquarium

The 3 firsts are small cities near Pula. We rented a scooter and we saw quite a lot of these places. Stoja is in Pula and we reached in 20min from downtown, by bus. There are an Aquarium that i can tell you with all the letters: dont go. Can be nice for kids but not worth value for the money. The Aquarium takes place in a Old Fortress in Stoja. It is dirty, smells bad. If you saw the aquarium in Portugal, Orlando, Miami… dont go! We payed a total of 110 Kuna,  normal + student ticket.

Well, i expected a LOT more from Pula. But was nice, we really relaxed! For the next weeks i will have something nice to share and i will write much more, this time about Scandinavia!

 

[Passeios em Oslo/ Tours in Oslo] Oscarsborg Fortress

ENGLISH BELOW

Oscarsborg Festning é um forte costeiro no Oslofjord, perto de Drøbak. Assim que chegamos de Barcelona Tomas disse que seria legal irmos lá, já que o tempo estava ótimo e a temperatura super alta, o que deixaria o passeio bem legal. Convidei a Geneva e o Remi, um casal super bacana. Comecei a falar com a Neva pelo Instagram (modernidade!) e os convidei para irem com a gente. Achei o máximo quando eles aceitaram, foi um passeio muito bom!

A fortaleza situa-se em duas pequenas ilhas. O fiorde era território militar até 2003, quando abriram as ilhas ao público e transformaram em museu. A fortaleza é mais conhecida pelo afundamento do navio German heavy Blücher em 9 de Abril de 1940.

A fortaleza é acessível somente por barco. Um serviço de balsa funciona todos os dias durante todo o ano de Drøbak para Oscarsborg. A travessia de Drøbak leva cerca de 10 minutos e você pode pegar um ônibus para Oslo a cada 30 minutos. Você pode verificar as partidas aqui. De Oslo há um barco, número 602, deixando todos os dias às 10h da Aker Brygge, chegando a 11h15 em Oscarsborg.

Esta fortaleza é uma das 14 fortalezas gerenciadas pela Força Nacional. As fortificações nacionais não mais um lugar importante da defesa, mas sim um espaço turístico e de visitação pública. Com a redução do uso da força  militar (para fins de guerra), tornou possível para abrir as fortalezas para visitação. O Parlamento Norueguês decidiu, em 2002, liberar os fortes para uso civil. O mandato foi abrir as fortalezas para o público e criar fortes “vivos”, com público. Oscarsborg é uma das fortificações históricas mais importantes da Noruega. As ilhas kaholmen foram usadaspara fins militares desde 1640 por causa de sua posição estratégica no Drobaksound, onde o Oslofjord está localizado. Mais sobre a história pode ser vista no Museu da Ilha, com entrada gratuita.

Hoje não há nenhuma atividade militar no Oscar fortaleza, mas um comandante que, em colaboração com atores Oscarsborg quer criar nova vida em solo histórico.

Mais informações aqui.

 

ENGLISH VERSION

Oscarsborg Festning is a coastaline fortress in the Oslofjord, close to Drøbak. As soon as we arrived from Barcelona, Tomas said that would be nice going there, since the weather was great and we had super nice temperature. I invited Geneva and Remi, a  super nice couple. I started talking to the Neva by Instagram (modern!) and invited them to come with us. Was really good when they accepted!It was a great day!

The fortress is situated on two small islets. The fjord was military territory until 2003 when it was made a publicly available resort island. The fortress is best known for sinking the Germanheavy cruiser Blücher on 9 April 1940.

The fortress is only accessible by boat. A ferry service runs every day all year from Drøbak to Oscarsborg Fortress. The crossing from Drøbak takes about 10 minutes and  you can take a bus to Oslo circa 30 minutes. You can check for departures here. From Oslo there are a boat, number 602, leaving every day at 10am from Aker Brygge, arriving at 11h15 in Oscarsborg.

This fortress is one of 14 forts managed by the National Fortification. The national fortifications no longer as important a place in our modern defense. Reduced military use has made it possible to open the fortresses of joy for most people. Parliament decided in 2002 to release the national fortifications to civilian use. The mandate was to open the fortresses to the public and create living fortifications. Oscarsborg is one of the most important historical fortifications in Norway. The kaholmen islands has been used for military purposes sinc 1640 because of their strategic position in the drobaksound, where the Oslofjord is at narrowest. More can be learned at the Museum on the Island, with free entrance.

Today there is no military activity on Oscar fortress, but a commander who, in collaboration with actors in Oscarsborg wants to create new life on historic ground.

More information here

Com Tomas e Remi e Neva; casal querido que conhecemos.

With Tomas and Remi and Neva; great couple that we have met.

140604127023564000_resized

140604002461747800_resized

A praia! Mata a pau muitas que eu conheço!

The beach: super nice, and great temperature!

140604145709887500_resized

O bacalhau e sua cabeça/ Codfish and his head

ENGLISH BELOW

Muito se ouve sobre o bacalhau e sua cabeça. Como todo o bacalhau que entra no Brasil é importado salgado e seco, as alternativas para ver a cabeça de um legítimo bacalhau são através de fotos. E brasileiro precisa ver pra crer.

O hábito de comer bacalhau veio para o Brasil com os portugueses, já na época do descobrimento. Mas foi com a vinda da corte portuguesa, no início do século XIX, que este hábito alimentar começou a se difundir. Data dessa época a primeira exportação oficial de bacalhau da Noruega para o Brasil, que aconteceu em 1843

O que comemos no Brasil, o bacalhau “salgado”, nem passa pela Noruega. Então se a sua vó disser que a bacalhoada do domingo vai ser a la Noruega, esqueça.  A tradição de salgar o peixe veio de Portugal. Durante o século XV a Europa sofreu períodos de recorrendo assim, ao peixe salgado, defumado ou seco ao sol. Por ser saboroso, nutritivo, fácil de conservar, e por haver em grande fartura nos mares frios, o bacalhau tornou-se popular na alimentação dos europeus. Em suma, a tradição do bacalhau salgado é Portuguesa.

Gadus morhua é o bacalhau “criado” na Noruega, chamado como o Legítimo. Por isso nós, brasileiros, não conhecemos a cabeça do coitadinho. Mas em primeira mão, apresentarei para vocês!!!!  Nas águas frias e cristalinas dos mares que circulam o Pólo Norte, que, segundo os produtores, garantem a melhor qualidade e o sabor único do peixe. A Noruega tem milhares de anos de história sobre a pesca do bacalhau. Sua comercialização com Brasil teve início em 1842.

Aqui em Oslo o bacalhau não é um peixe famoso nem muito vendido. O preço é acessível, mais barato do que o famoso salmão (esse sim encontrado sob todas as formas possíveis e imagináveis). Então para quem gosta deste peixe, vale a pena!

 

Bacalao

 

Much is heard about codfish and your head. As the cod fish in Brazil is imported, salted and dried, the alternatives to see the head of a legitimate cod are through pictures. But as we say we Brazil, we need to see it to believe it.

The habit of eating codfish came to Brazil with the Portugueses, at the time of discovery, more than 500 years ago. But it was with the coming of the Portuguese court, in the early nineteenth century, this habit began to spread. From this time started the firsts exports of codfish from Norway to Brazil, which happened in 1843

What we eat in Brazil, “salty” cod dont even pass by Norway. So if your grandmother says that on sunday’s lunch you will eat “codfish a la Norway”, forget it. The tradition of salting the fish came from Portugal. During the fifteenth century Europe experienced periods thus resorting to salty, smoked or sun dried fish. For being tasty, nutritious, easy to store, and there in great plenty in cold seas, cod became popular in the diet of Europeans. In short, the tradition of Portuguese salt cod is.

The cod Gadus morhua is “created” in Norway, called as the Legitimate. So we Brazilians, dont know the poor guy’s head. But firsthand, I present to you!! In the cold, clear waters of the seas circling the North Pole, which, according to the producers, guarantee the best quality and the unique flavor of the fish. Norway has thousands of years of history on cod fishing. Your marketing with Brazil began in 1842.

Here in Oslo cod is not a very famous or selling fish. The price is affordable, cheaper than the famous salmon (yes that found in all imaginable forms). So for those who like this fish, it’s worth!

[Sommerferie] Barcelona

ENGLISH BELOW

I ❤ Barcelona. Deveria ter comprado uma t-shirt com estes escritos para mim. Sério, que lugar! Tudo que eu quero para a minha vida: sol, praia, montanha, as pessoas sorridentes … Estou apaixonada!

Fomos para Barcelona para cinco dias porque Tomas tem um grande amigo lá e ele também morou lá. Seus amigos nos buscaram no aeroporto tarde da noite e fomos para casa deles, uma cidade ao lado de Barcelona, ​​uma área incrível chamada Esplugues de Llobregat, onde quase todos os jogadores do Barcelona vivem, uma vez que está muito perto do Camp Nou.

Tomas tinha uma ideia sobre o que fazer e ver, oque tornou as coisas mais tranquilas. Vou dar algumas dicas sobre o que fizemos:

1 – Coma Paella. E Tapas.
Sério, eu amo frutos do mar, então eu tinha que comer Paella. Eu comi duas vezes. Eu poderia comer mais, mas como sou alérgica, eu parei por aí. Ninguém pode deixar Barcelona sem provar os frutos do mar. E se você pode comer apreciando uma vista, melhor ainda! Ah, não se esqueça de experimentar alguns tapas e, em especial o famoso presunto Pata Negra.

view
2 – Descubra a cidade a pé
Barcelona é uma cidade grande, mas é o tamanho perfeito para descobrir a pé. Leve o seu tempo a passear e parar para recarregar com algumas das ótimas opções gastronômicas da cidade. Se você estiver com disposição para visitar alguns dos edifícios mais impressionantes e parques, você vai querer ver todo o Parc de la Ciutadella tem para oferecer, bem como o Parc de Joan Miró. E não olhe para o chão. Mantenha sua cabeça erguida para ver o trabalho incrível de Gaudi em torno da cidade.

Bcn a pé

3 – Parc Güell
Eu estava esperando mais. Teríamos que comprar os bilhetes, o que eu não sabia e que só teria disponível para 3h depois. A área monumental é o que você precisa comprar, o resto do Parque Güell pode ser visitado sem restrições e gratuitamente. Estava muito quente e desistimos de esperar 3h. Então, não se esqueça de comprar seus ingressos com antecedência aqui.

Parc Guell

4 – Faça um tour de Gocar
Estávamos andando um dia e vimos este carro pequeno e simpático ao redor da cidade.  Gocar foi uma surpresa incrível, mas também um pouco frustrante. A scooter-carro de 50cc foi uma ótima opção para não usar o Hop on Hop off ônibus, mas o GPS meus amigos, que merda! Não funcionou, nos perdemos e a aventura só foi incrível porque a gente começou a seguir um Hop On ônibus. Por isso foi legal. Enquanto Tomas dirigia, eu acenava para as pessoas ao redor hahaha Me senti como uma Miss, de verdade. Foi um grande passeio de 2h30, em que pudemos ver a área olímpica e outros. Nós pagamos 70 euros.

Gocar

5 – Teleferic de Montjuic

40 minutos em linha e 38 graus de calor mais cólicas. Eu estava me sentindo super mal, era meu aniversário e Tomas queria ver o teleférico. Ok, fomos. E foi ótimo. A vista era simplesmente incrível. O teleférico vai desde a cidade-Barceloneta – para o topo de Montjuïc. Ingressos e mais informações aqui.

Bcn 140586624551482300_resized

 

ENGLISH VERSION

 

I ❤ Barcelona. Should have buy one t-shirt with this writed for me. Seriously, what a place! Everything i want for my life: sun, beach, mountain, smiley people… Im in love!

We went for a 5 days trip to Barcelona because Tomas had a nice friend there and he also lived there. His friends picked us at airport late at night and we went to their place next to Barcelona, an amazing area called Espugles de Llobregat, where almost all Barcelona players live, since is really close to Camp Nou.

Tomas had an idea about what to do and see, so made things easily. I will give some tips about what we have done:

1- Eat Paella. And Tapas.

Serious, i love sea food, so i had to eat Paella. I ate 2 times. I could eat more, but since im allergic, i stopped by there. No one leaves Barcelona without sampling the seafood. And if you can eat it with a view, even better! Ah, dont forget to try some Tapas and, in special, some Pata Negra ham.

2- Discover the city by foot

Barcelona is a big city, but it’s the perfect size to discover on foot. Take your time strolling around and stopping to recharge with some of the city’s great gastronomic options. If you’re in the mood for visiting some of the most impressive buildings and parks, you’ll want to see all the Parc de la Ciutadella has to offer as well as the Parc de Joan Miró. And dont look to the floor. Keep your head up to see the amazing Gaudi’s work around the city.

3- Parc Güell

I was expecting more. We had to buy tickets, what i didnt know and they just had available for 3h later. The monumental area is what “you need to buy”, the rest of Park Güell can be entered without restriction and is free of charge. Was extremely warm and we gave up. So, dont forget to buy your tickets in advance here.

4- Do a tour with Gocar

We were walking one day and we saw this sympatic small car around the city. We checked and booked. Gocar was an amazing surprise, but also a bit frustrating. The scooter-car 50cc power was a great option to dont use the Hop On Hop Off bus, but the GPS my friends, what a bastard-shit thing. Didn worked at all, we got lost and the adventure just was amazing because we started to follow a Hop On bus. So it started to be amazing. While Tomas driving, i waved to people around hahaha I felt like a Miss, for real. We had a great trip and for 2h30 we could see the Olympic area and others. We payed 70 euros.

5- Teleferic de Montjuic

40 minutes in line and 38 degrees plus colics. I was feeling super bad, was my birthday and Tomas wanted to check the teleferic. Ok, i said. And it was great. The view was simply amazing. The cable car goes from the town- Barceloneta – to the top of Montjuïc.  Tickets and more information here.