Um ano de Noruega!

ENGLISH VERSION BELOW

Um ano em Oslo. Neste mesmo dia 14, chegávamos eu e minha mãe nessa cidade fria. Chovia muito e as malas ficaram para trás. Que belo começo…

Sou brasileira. Amo o meu país, a minha cultura, família e amigos. Quando minha relação com o Tomas chegou no “ou vai, ou racha”, mal pensei ao responder com um sonoro sim. Na verdade eu respondi sem pensar. A medida que a mudança se aproximava eu chorava escondida e ficava imaginando como seria a minha vida longe da minha família e dos meus amigos.

Sempre me perguntam o por quê de querer sair do Brasil. Na verdade eu nunca quis isso, as coisas foram acontecendo e eis que me mudei pra Oslo. Sempre gostei de viajar e já rodei muito, vi a ida para Noruega como um aprendizado, e claro, mudanças que podem ser boas, ou não.

Comecei a sentir na pele o que é ser imigrante assim que dei entrada nos papeis do meu visto. Não é fácil ter um visto e a encheção de saco já começa ao provar meu relacionamento com o Tomas. Fotos de momentos com as nossas famílias, amigos, viagens, carimbos nos passaportes. Tudo isso conta. No total foram 6 meses de espera pelo visto. Eu  não poderia sair da Noruega. Se saísse, só poderia voltar quando o visto fosse aprovado. Eu saí. Saí de Oslo em novembro para o aniversário de 15 anos da minha sobrinha (A “konfirmasjon” do brasileiro), momento importante e que eu não poderia perder. Tomas conseguiu mais uma vez trabalhar a distância, o que não era um problema para mim, que estava na base do homeoffice. Foram quase 3 meses no Brasil, passando calor, aproveitando muito e por fim, morrendo de saudades da Noruega.

Saudades da Noruega?

Sim. Saudades da segurança que Oslo me proporciona. O fato de eu poder sair de casa ao meio-dia e voltar as duas da manhã em segurança: sozinha, caminhando e com o celular na mão. Repito: eu amo o Brasil, quero voltar a morar lá, mas ando chocada com a falta de segurança, principalmente nas cidades que morei. Sempre quando alguém me diz que “odeia o Brasil”, “muita corrupção”, “merda de país” entre outras mil coisas, eu sempre pergunto: o que você ainda faz aí?. Minha teoria é: Brasil, Ame-o ou deixe-o Pelo amor de Deus, não liguem à ditadura!

As mil diferenças entre Noruega e Brasil também são motivos constantes que me levam a pensar o que eu estou fazendo aqui. Eu tenho me esforçado ao máximo para entender que as pessoas aqui não são como as que eu estou acostumada. É engraçado eu escrever isso, mas meu círculo de amizades no Brasil é totalmente diferente do que eu tenho aqui. Em todos os aspectos.Graças a Deus meu dia agora está 200% ocupado, não tenho tempo para pensar em nada. Tenho ligado para minha mãe quando vou pra escola porque não tenho outra hora até pela diferennça de 5h.  Mas a falta que os meus amigos fazem é algo que machuca muito. Não vou nem falar da família, algo óbvio. Mas os meus amigos, aqueles que eu via todos os dias, saia nos finais de semana e sempre ligava… Ah, isso sim doi. Algo que não me acostumei ainda.

E depois de quase um ano, resolvi voltar a escrever a continuação deste post aqui.

Deixo claro mais uma vez que é o MEU ponto de vista. Coisas que eu vi, vivi ou percebi.

  • Se você é brasileira e frequentar uma escola de norueguês prepare-se para ser amada e odiada. Em menos de um mês de aulas entendi que as afegãs, paquistanesas e iraquianas não vão com a minha cara. Depois de chegar na escola e dar oi para elas e, mesmo sem sucesso insistir, comecei a entender que sou persona non grata. Um colega da sala disse que elas têm inveja risos. Como sempre me dei bem com homens, larguei de mão desse povo.
  • Meus vizinhos não conversam comigo, muito menos me cumprimentam, mas amam fofocar. Depois de ficarmos no Brasil por 2 meses, eles notaram o nosso sumiço e mandaram um sms para a dona do apartamento que moramos falando que estavam preocupados com a gente. Resultado: a dona do apartamento louca tentando ligar para gente, mandou um email nervosa, falando que deveríamos ter falado para ela que estaríamos fora. Oi? Quem ama cuida hahahaha
  • Depois de muitas andanças agora acho quiabo, couve (sem gosto), feijão-preto, fradinho, guaraná e polvilho. Mas ainda tenho fé que vou achar molho de alho Pirata e jiló.
  • Na escola os banheiros são unissex. Todo mundo junto e reunido, nada de Meninos – Meninas.
  • Se você encontrar um produto vencido na rede de supermercados KIWI, você leva ao caixa e ganha o valor do produto em dinheiro. Tem gente que vive disso.
  • Existe corrupção na Noruega. Um jornal de grande circulação flagrou um policial de alta patente recebendo dinheiro e outro envolvido com a venda de drogas em Oslo.
  • Desde que eu entrei no curso de norsk meu sogro só fala em norueguês comigo. Quando eu não entendo nada respondo: Ja, Ja = Sim, sim.
  • Norueguês não se despede. Eles simplesmente saem andando e te deixam no vácuo.
  • Não existe senhor e senhora. Se você precisa falar com alguém mais velho, o que no Brasil seria sinal de respeito usar esses termos, você o chama pelo nome. Simples.
  • Me perguntaram se “casei” com o Tomas por amor ou se meu pai pagou. Nunca imaginei que um dia eu passaria por uma situação como essa e o pior, descobrir que a pessoa que me perguntou isso sofre abusos sérios em casa.Tentei ajudar e ela me disse: “Eu tenho uma vida melhor aqui na Noruega, quando eu conseguir o meu passaporte vai ser ainda melhor”. Triste.
  • Algumas pessoas não ligam se você não fala norueguês. Passei um fds com algumas pessoas que não se importaram em falar inglês para que eu pudesse entender e, quando viram que eu estava extremamente sem graça e sem lugar, tentaram reverter a situação. Acabei falando “Agora não precisa, já estamos indo embora”. Não desejo isso a ninguém!
  • Patriotas. Norueguês ama a Noruega e para eles não existe lugar melhor que BH aqui. Em toda casa pode-se ver uma bandeirinha. Obviamente aqui também temos uma: do Brasil. Rá!
  • Se você for convidado para visitar uma cabine (no Brasil seria o sítio o a fazenda de alguém), sinta-se honrado. Como o povo é muito fechado, se algum amigo (não vale familiar) te convidar é porque realmente gostam de você. Ok, gostam de mim hahaha
  • Noruega é o lugar no mundo onde você pode comprar um esmalte pelo preço de uma cadeira; uma manta pelo preço de uma bala e por aí vai. God bless Ikea!
  • Noruega é o país da dupla moral: é um dos países que mais fabricam e vendem armas, mas a polícia não pode andar armada. Entre outros. Vou fazer um post só sobre isso.
  • Aqui é mais barato viajar de Oslo até Warsaw de avião e voltar, do que ir para o aeroporto e voltar: de ônibus.

Fica um vídeo que o Tomas fez! E uma foto que exemplifica bem a maior de todas as diferenças: as 4 estações! música da Sandy and Jr pfv.

 

4 seasons Oslo

ENGLISH VERSION
A year in Oslo! Today, at the same day last year, me and my mom arrived at this cold city. It was raining heavily and our luggage was missed. What a beautiful beginning …

I am Brazilian. I love my country, my culture, family and friends. When my relationship with Tomas arrived at “stay or go”, I havent thought to respond with a resounding yes. Actually i answered without thinking. As the change was coming and i cried hidden wondered how my life would be away from my family and my friends .

People always ask me why i wanted to leave Brazil . Actually I never wanted this , things were happening and behold, I moved to Oslo. I always liked to travel and have ran very , saw the way to Norway as a learning and course changes that can be good or not .

I began to feel on my skin which is an immigrant when i entered in my visa papers. It is not easy to have a visa and pain in the ass already beginning to prove my relationship with Tomas. Pictures of moments with our families, friends, travel, stamps in passports. All this helped. In total there were 7 months of waiting for the visa. I could not get out of Norway. If i got out, i could only return when the visa was approved. I left. I left Oslo in November for the 15th birthday of my niece (The brazillian “konfirmasjon”), important moment and i could not miss. Tomas was once again able to work at a distance, which was not a problem for me, since I was on the base of home office. Were almost 3 months in Brazil, from the heat, enjoying a lot and finally missing Norway.

Missing Norway?

Yeah! I missed the security that Oslo provides me. The fact that I can leave my house at noon and come back at two in the morning safe: alone and walking with the phone in hand. I repeat: I love Brazil, I want to go back to live there, but im shocked at the lack of security, especially in the cities I lived. Whenever someone tells me they “hate Brazil” , ” a lot of corruption ” , ” shitty country ” and among a thousand other things , i always ask : what are you still doing there?. My theory is: Brazil, Love it or leave it.

The thousand differences between Norway and Brazil are also listed reasons why I think what im doing here. Ive been trying my best to understand that people here are not like the ones Iim used to. Its funny I write this, but my circle of friends in Brazil is totally different than what i have here. In all aspects. Thanks God my day is now 200 % busy, have no time to think about anythinghe fact that im far from my friends is something that hurts a lot. I will not even talk about the family, its obvious. But my friends, who I saw every day, go out on weekends and always care … Oh, yes it hurts.

And after a year, I decided to rewrite the continuation of this post here.

I make it clear again that is MY point of view. Things I saw, lived and realized.

  • If you are Brazilian and Norwegian attend school ready to be loved and hated. In less than a month of lessons did that a ouple of girls dont go with my face . After arriving at school and say hi to them , and even without insisting success, I began to understand that I am persona non grata.
  • My neighbors do not talk to me, don’t even greet me, but they love to gossip . After stay in Brazil for 2 months, they noticed our absence and sent a sms to the owner of the apartment we lived were concerned that talking with us. Result: the owner of the apartment got crazy trying to call us, sent an angry email saying that we should have told her I’d be out . We have a saying in Brazil: “Who loves, care”.
  • At school bathrooms are unisex. Everyone “together” and, no Boys – Girls.
  • If you find an expired product at KIWI supermarkets, it takes you to earn the value of the product in cash. Some people live it.
  • There are corruption in Norway. A newspaper caught an officer  involved with selling drugs in Oslo.
  • Since i started the norsk course my father-in-law only speaks to me in Norwegian. When I do not understand anything i say: Ja, Ja = Yes, yes .
  • Norwegian people dont goodbye. They just walk out and leave you alone hahaha.
  • No sir and madam. If you need to speak with someone older, which in Brazil is a sign of respect to use these terms, you call them by name. Simple.
  • A girls asked if I “married ” Tomas for love or if my father paid . I never imagined that one day I would go through a situation like this and worse, find out that the person who asked me that suffers serious abuse at home .I tried help and she told me : ” I have a better life here in Norway , when I get my passport will be even better . ” Sad.
  • Some people do not care if you do not speak Norwegian . They will keep talking in norsk even knowing that you dont speak. Do not wish that to anyone!
  • Patriots. Norwegian loves Norway and for them there is no better place than here. In every house you can see a little norwegian flag. Obviously here we also have one flag: Brazillian. Ha!
  • If you are invited to visit a cabin feel honored. As the people are very closed, if some friend (not worth family ) ask you is because they really like you .
  • Norway is the place in the world where you can buy a table for the price of a nail polish; a blanket for the price of a candy and so on. God bless Ikea!
  • Norway is the country of double standards: it is one of the countries that manufacture and sell more weapons, but the police can not go armed. Among others. I’ll do a post just about that.
  • Here is cheaper to travel from Oslo to Warsaw by plane and back than to go to the airport and back by bus.

Check up a video that Tomas made and a pic that shows the biggest difference btw Norway and Brazil in my opinion: the four seasons.

Anúncios