Imigração. Temer ou não temer?

Indo pra São Paulo

Famoso anda de Webjet. Minha saga europeia começou no vôo Webjet CNF-GRU, às 11h40. Depois dos “até logo” com direito a puxada de cabelo da Elisa, entrei pra embarcar. Antes havia comentado com minha mãe e Rodrigo: “Aquele ali não é o K do KLB? Gente, coisa feia, né? “ E rimos. Pois não é que o coisa feia foi no mesmo voo que eu e como se não bastasse de corredor comigo? Gente, ele é feio. Feio e se acha. E as menininhas pediam foto. Enfim, comecei “bem” a minha viagem.

Depois de um atraso de 1h meu vôo pra Amsterdam saiu. Depois de brigas, discussões… Eu na minha, só vendo o povo brigar. Falta muito pros aeroportos chegarem ao que a FIFA determina. O que eu vi aqui me assustou. Muito. Crianças pequenas chorando, velhinhas, todo mundo na imensa fila de embarque, atrasados por culpa sabe-se lá de que (a fila dava voltas pelos check ins da Asa A). Eu fiquei 2h na fila. Isso porque eu entrei pra fila às17h15, meu embarque começaria às 17h30. Embarquei às 19h05 e o voo saiu às 20h10. Muito atrasado… Sem falar que eu sofri com minhas pernas curtas. Nossa, muita dor.

Na imigração em Amsterdam

Nossa, li tantos relatos sobre a imigração em Amsterdam que tive medo. Juro que tive. O povo aumenta demais as coisas. Eu sempre digo: se não tem nada de errado, é só manter a calma.  Pra ajudar, errei o lugar. Desembarquei e o mocinho disse: “Não querida, você deve subir e virar a direita.” Imaginei que fosse logo à direita. Mas andei feito uma condenada. Mochila pesando horrores. E com medo. Medo do que eu li. Mesmo com tudo em ordem.Todos os documentos numa pastinha. A carteirinha de Jornalista devidamente esquecida dentro do passaporte.

Cheguei no guichê e o o cara me cumprimentou com um sonoro Good Afternoon, me fazendo dar conta das horas: 13h00. Riu do meu passaporte em branco e eu perguntei se ele queria ver o antigo. Ele falou que não precisava. Rindo. Falou tudo rindo. Perguntou quantos dias eu ficaria e me pediu a passagem de volta. Pegou a carteira de jornalista, riu (de novo) e disse: “Você parece mais nova do que nessa foto. Trabalha em jornal?”. Me limitei a dizer um “não”. Por fim me desejou um bom vôo de conexão, sorriu e me mandou pro raio X. Ali sim eu ri. Dei oi pro rapazinho, ele respondeu e me pediu de onde eu havia chegado. Quando eu disse Brasil ele falou: Kaká!!! – coitado, eu pensei. Perguntou se eu não estava com calor (estava e muito) e perguntou se eu tinha algum eletrônico a mais. Perguntei se precisava tirar meu celular da bolsa e ele soltou a pérola: só se for pra você me dar seu número. Rimos e passei pelo detector de metais. Apitou. Medo de novo. Vai que alguém tinha colocado algo sem eu ver no meu bolso rs Revista com a policial. Gente, a mulher me apalpou tanto que tive medo. Meteu a mão mesmo. E tinha jeito de sapatão. Bem vinda a Europa, Polyanna!

Continuo gastando meu inglês num papo saudável com uma velhinha sueca que acabou de voltar dos EUA. Fofinha ela, gente. E outra, brasileiro você acha até na pqp mesmo. Tem umas na minha frente com pinta de “vim tentar a vida aqui”.

Depois faço update. Escrevi isso na espera pela minha conexão. Vou ficar sem bateria e vou aproveitar pra ver os preços rsrsrs Acabei de ver uma Nikon D3000 pela bagatela de 230€. Eu quero. Muito!!!!

Bom, escrevi isso durante a viagem, tô postando atrasado, mas vale, né? Fiquei sem bateria e não terminei de contar. Depois escrevo sobre o resto. Tô em Jet lag ainda. Ta complicado acostumar com o fuso daqui!


Anúncios

Check list da Polica

Bom, alguns sabem, outros  não.

Viajo amanhã pra Europa e volto só em agosto. Então vou tentar (sem promessas) atualizar o blog de lá. Pelo menos postar umas fotos. Mas não sei se vai dar porque meu tempo vai ser curto e eu não vou querer passar na internet, não é, meus queridos? (assim espero)

Bom, resolvi deixar aqui uma listinha de coisas que eu quero (outras preciso) executar, mexer minha bunda magrela, enfim, dar um jeito de fazer/arrumar quando eu voltar. Coisas para ontem. Vou me dar o prazo até o dia 31 de dezembro de 2010.

Lets see:

1- Arrumar um emprego. Depois de mais de um milhão de cvs enviados, não dá mais pra ficar em casa all day long, comendo, emagrecendo (sim, emagreci 10kg depois que caí na vida de desempregada) e navegando sem rumo.  Preciso voltar ao mercado e mostrar o que eu sei fazer. E aprender muito. Se te interessa me contratar, meu cv está na página 2 =). E recuperar pelo menos uns 5 quilinhos. Falta de bunda entristece.

Para isso vou lançar um desafio para quem me ajudar. Não a arrumar um emprego. Mas a me ajudar a fazer chegar meu cv nas pessoas. Quem não é visto não aparece, não é mesmo? Se vc viu meu blog, gostou, indique por favor. Pode ser pelo Twitter,  Facebook, Orkut. Quero que vocês me ajudem a fazer meu cv chegar nas pessoas. Até pq eu uso o blog pra isso, pra me divulgar…

2- Enxergar além de Congonhas. Sim, porque quem me conhece sabe que eu não aguento mais essa cidade.

3- Gastar menos telefone. Isso se algumas pessoas (não cito o nome por segurança) pararem de me dar toque para eu retornar.

4- Focar nas verdadeiras amizades. Alguns com que eu posso contar mesmo longe, do colégio…

5- Deletar os fofoqueiros (são muitos) de plantão e passar longe dos mentirosos. Não sei porque virei alvo nos últimos meses. Sou tão legal e só me fodo com os outros.DONE!

6- Encher minhas sobrinhas de presentes. Vou ser a tia mais querida do mundo. E a mais ciumenta. Ninguém ouse mexer com elas. Em polvorosa rs

7- Aprender a separar a relação da medicina-escalas-distância. Muito importante isso. Mas trabalha em conjunto com o número 1.

8- Fazer um tratamento para diminuir a cólica. Não dá mais para sofrer mensalmente do jeito que eu sofro. Eu perco meu dia com essa maldita dor. Me sinto um nada.Bendito seja o ac!

9- Voltar para academia ou voltar a correr se o joelho ajudar.

10- Juntar dinheiro.

11- Ser fluente em francês.

12- Não me preocupar com que os outros dizem.

13- Não passar o reveillon em Congonhas.

14- Continuar ativa no blog.

Vou pensar em mais coisas e coloco depois. E vou riscando a medida que eu conseguir, se bem que a maioria está diretamente ligado ao meu desemprego, que tem me deixado mal e pra baixo. Agradeço às pessoas que

Dunga maltrata a imprensa e quem leva o pato é a Globo

Incrível como uns 80% das pessoas veem a Globo como uma TV sensacionalista. Pelo Twitter ontem então, a Globo foi e é a vilã. Sempre.

No meio da faculdade peguei o famoso “Espreme que sai sangue”, de Danilo Agrimani para ler. Leitura obrigatória para todo jornalista. Explica o que é como agem as mídias sensacionalistas. Leia a parte I- Sensacionalismo na Comunicação.

Agora pergunto: Porque você acha que a Globo é sensacionalista?

Dunga x Rede Globo

O técnico do time brasileiro proibiu a presença da imprensa nos treinamentos, o que resultou em uma verdadeira guerra entre os jornalistas contra o comandante da Seleção. Guerra Fria.

Um recente episódio foi o fato do Dunga negar que o jogador Gilberto Silva sentiu dores no joelho em plena coletiva, e o jogador desmentir o treinador, dizendo que sim.

Os palavrões pronunciados pelo técnico brasileiro na entrevista coletiva após a vitória de 3 a 1 do Brasil sobre a Costa do Marfim serão avaliados, de acordo com o jornal Folha de S. Paulo. Segundo o site do jornal, o porta-voz da Fifa, Nicolas Maingont, afirmou que “ainda não sabe de nada, que é a primeira vez que ele escuta tantos palavrões numa entrevista e que vai acompanhar o caso”.

Após afirmar que a “Globo se preocupa com a verdade e em transmitir a melhor informação”, Tadeu Schmidt chegou ao topo dos Trending Topics do Twitter, com o “Cala Boca Tadeu Schmidt”. Prova de que o brasileiro quer estar na crista da onda, independente de como.

O texto na íntegra: “O técnico Dunga, no comando da seleção há quase quatro anos, não apresenta nas entrevistas comportamento compatível com a imagem de alguém tão vitorioso no esporte. Com frequência usa frases grosseiras e irônicas. Hoje depois de uma vitória incontestável mais uma vez foi assim.”

Obviamente leu-se isso de quem odeia a Rede Globo, por achar que é um canal sensacionalista. Mas quem acompanhou a coletiva do técnico Dunga, ao vivo, nos canais Espn Brasil ou Sportv, pode perceber que os palavrões vazaram no sistema de som. Não era necessário um surdo-mudo para fazer a leitura-labial. Faltou respeitou não só com os jornalista, mas também com o telespectador. A torcida brasileira não te culpa da raiva de Dunga com a imprensa do país. Faltou separar as coisas.

Dunga  trata a imprensa como se estivesse fazendo um favor aos repórteres ao dar entrevistas. E assim os repórteres estariam fazendo um favor ao informar um país considerado o do “futebol”. Não é de hoje que o Dunga trata mal a imprensa e ao mesmo tempo a grande parte da imprensa contesta o trabalho dele.  Mais grosso e mal educado que ele só o Muricy. Só que o Muricy chega a ser hilário. Virou parte do seu personagem a falta de educação. E o Dunga?

As pessoas falam da “imprensa”, da “Rede Globo” e esquecem que os jornalistas que estão lá são só pessoas, que merecem respeito enquanto estão trabalhando.

obs: O título é proposital, não foi um erro. A Globo levou o pato. A fama de má e sensacionalista.

Alguns passos para a criação de um e-mail marketing eficiente

Antes de colocar em prática a ideia de uma newsletter, é importante “perder” algum tempo com planejamento, em que são tomadas algumas decisões importantes, vitais para um bom resultado. Os erros mais comuns são: falta de estratégia de segmentação e linguagem pouco adequada ao público-alvo.

Nesse caso vou falar especificamente sobre a neswletter. Depois escrevo sobre o uso do e-mail marketing para o relacionamento com o Cliente – CRM (Customer Relationship Management ), Marketing Direto, etc.

1- Permissão

O e-mail marketing é utilizado para ações de relacionamento, mas também possam ser realizadas ações para conquista de novos clientes. O primeiro passo é obter a permissão, o consentimento explícito desses clientes para enviar o e-mail (marketing de permissão).

Para isso acontecer a estratégia mais comum é a abordagem opt-in, em que o usuário se cadastra para receber uma newsletter. Nesse caso existe a interação com o usuário. Na abordagem abordagem opt-out (não recomendada por motivos óbvios), a mensagem é enviada sem autorização do destinatário. Em ambos os casos a pessoa pode optar por não receber a mensagem, com a opção de sair domailling.

O envio de newsletter não solicitada é considerado SPAM.

No Brasil, o novo Código de Auto-regulamentação para Prática de E-Mail Marketing (CAPEM), que deve entrar em vigor neste ano, coíbe a prática da abordagem opt-out.

2- Público-alvo

Tenha definido o seu público-alvo. A partir disso, tudo o que você desenvolver para a newsletter terá ponto inicial nisso. A linguagem deve ser objetiva, direta e você pode integrar links. Quanto mais interessante mais bem aceito vai ser.

3-Frequência

Nada mais chato do que receber newsletters o qual você não tem interesse diariamente.  Procure manter uma frequência, sem aborrecer seu público-alvo. Se existe um compromisso, mantenha-o.

4- Criação e envio

Com o público-alvo, objetivo e periodicidade de envio definidos, você precisa criar seu e-mkt.

Quando você for criar uma newsletter, dê preferência para utilizar o formato HTML A vantagem deste formato é que você pode enviar imagens, textos com formatação e ainda consegue realizar a mensuração de abertura da newsletter. Há também a opção de imagem, se seu conteúdo não for tão extenso.

Interação é a palavra-chave. Envie links, conteúdos personalizados e nunca se esqueça de chamar o cliente pelo nome.

A divulgação via web tem menor custo em relação a qualquer mídia convencional. Além disso, o investimento em E-mail Marketing traz resultados imediatos (visitas ao seu site), curto prazo (venda indireta) e longo prazo (relacionamento e fidelização).

A primeira Copa do Mundo no Twitter

Desde a sua criação em 2006, em meados da Copa do Mundo da Alemanha, essa será a primeira Copa em que mais de 100 milhões de pessoas irão interagir pelo Twitter.

Antes do advento das redes sociais, o internauta acompanahva os jogos (ou comentários sobre) nas salas de bate-papo, e, em um case mais recente, no Orkut, nas comunidades relacionadas ao tema. Em 2010 a situação mudou. Os internautas irão participar em “real time” com seus tweets, vídeos no Youtube e atualizando seus perfis no Facebook.

Assistir os jogos ao vivo pelo Youtube esse ano ainda será impossível, mas a Rede Globo, (no Brasil, a empresa transmite por meio de seu canal na tv aberta e também no Sportv, canal fechado, especializado em programação esportiva) vai transmitir ao vivo, pela internet, no Globoesporte.com. O canal,vendeu parte dos direitos para outras redes, que poderão passar o Mundial, casos da TV Bandeirantes (canal aberto) e das fechadas ESPN Brasil e Bandsports.

Twitter x Copa do Mundo

Para os viciados em Twitter, você pode acompanhar, em francês, aos tweets de jogadores e jornalistas através do  Mapa de Tweets do L’Equipe France, renomado jornal de esportes Francês. Basta usar a hastag #EFRCM para seu tweet aparecer no mapa.

As grandes empresas midiáticas não ficaram para trás. Os grandes canais voltados para esportes no Brasil mantém seus canais ativos no Microblog, como é o caso do @sportv e do @espnbr . Além disso você pode acompanhar os 140 caracteres dos jornalistas esportivos que estão na África, como @gpoli , @mariliaruiz , @lediocarmona , @pauloamigao, @garamba, @zegonzalez, @joseilan, @di_lallo.

Só entre os jogadores convocados pelo técnico Dunga, pelo menos três possuem conta no Twitter: Kaká (@RealKaka), Luís Fabiano (@luis_fabuloso) e Grafite (@Graffa23). A Fifa já deu orientações dizendo que os jogadores não poderão “twittar” de dentro dos estádios. Já a CBF anunciou recentemente que os jogadores poderão usar a ferramenta, mas não para falar de assuntos internos do time. Da seleção Portuguesa, Cristiano @C_Ronaldo manda as notícias sobre sua preparação para o seu primeiro Mundial e já alfinetou o melhor do Mundo, o argentino Messi @imessi .

Abaixo um trecho da entrevista que o jornalista e âncora do Globo Esporte SP, Tiago Leifert@tiagoleifert falou sobre a Copa do Mundo nas Redes Sociais.

Vamos receber muitos vídeos de YouTube, mas pouca coisa vai emplacar. O bom é que como nunca houve uma Copa com tanto acesso a informação, qualquer briga, assalto, desabamento a gente vai ver porque alguém vai gravar. Fora isso, teremos as ferramentas participativas, o twitter e o skype. O twitter é extremamente útil porque se você cria um e-mail, as pessoas se sentem obrigadas a escrever teses de doutorado e não dá tempo. No twitter, é só ‘gostei’, ‘não gostei’, ‘o melhor em campo foi tal’. O endereço já está criado: @centraldacopa.

Copa em 3D

Enquanto Espanha, EUA e Japão já acertaram acordo com a Fifa para a transmissão de jogos em 3D, os brasileiros terão de esperar pelo menos mais quatro anos. Pelo menos durante os jogos no Brasil poderemos contar com essa tecnologia. A Rede Globo (de novo ela) firmou acordo com a rede de cinemas Cinemark e vai exibir os jogos (do Brasil e as semi e final) em 25 salas do país em tecnologia 3D.

E que venha a primeira Copa do Mundo na era das Redes Sociais!
[tweetmeme source=http://www.twitter.com/polyannar]

Marketing viral para a Copa do Mundo 2010

As agências nunca acreditaram tanto na Seleção Brasileira.

Nada como um evento futebolístico para alavancar as vendas de uma empresa. Em ano de Copa do Mundo, as empresas apostam no marketing patriota para se dar bem. A procura vai de bandeiras, artefatos verde e amarelo ao grande sucesso de vendas desse ano, as TVs de LCD. Viagens para África do Sul, Bolões online com prêmios bancados por grandes empresas e brindes. Tudo nas cores do Brasil e com sucesso garantido.

Assistindo a TV me emocionei vendo crianças sul africanas cantarolando o “jingle” da Coca-cola. Era o que eu pensava até o momento. Mas não. A música tema da Copa do Mundo 2010- Wavin´ Flag, cantada pelo Somaliano K ‘naan virou hino na África do Sul e a Coca-cola, como patrocinadora oficial, tem os direitos da música para utilizar em publicidade (obviamente dando aquela molhadinha na mão). Entre 2011 e 2014 a Coca-cola vai destinar 11 bilhões de dólares para criar espectativa no público a acompanhar a Copa do Mundo de 2014.
Eis a música. Eu sinceramente alio no ato a canção à Coca-cola.

Fui ao supermercado há alguns dias atrás (uma grande rede, Zaffari) e me deparei com mil e um produtos “copísticos”(acabei de inventar essa palavra). Havaianas de todas as 32 seleções do Mundial, shampoo anticaspa com direito a bola autografada pelo craque português Cristiano Ronaldo, Lâmina de barbear verde e amarela. Infelizmente não encontrei o absorvente da Seleção. Mas a calcinha já vi em várias lojas rs.

Layouts exclusivos para a época da competição atraem os consumidores, banners, promoções diferenciadas e boletins para o período são válidos para conquistar os clientes e aumentar as vendas. Será que isso tudo vai empurrar a Seleção?

Enquanto a copa do Mundo movimenta bilhões e a Seleção Brasileira tem mais de 214 milhões em patrocínios, alguns esportes (e esportistas) sofrem com a falta de apoio. Infelizmente.


A Copa nas Redes Sociais

Transmissões ao vivo, inovações digitais e as novas mídias – como internet e celulares – deram um show à parte durante a última Copa do Mundo. Este ano o público pode escolher, entre tantos recursos disponíveis, como quer assistir aos jogos.

Um aplicativo desktop para fãs de futebol, o Cuplabs está disponível para download e integra informações sobre a Copa, como jogos (em streaming de serviços como uStream e Justin.tv), seleções, grupos e tabela classificatória ao Twitter e ao Facebook, além de RSS do canal de notícias oficial da FIFA.para quem quer acompanhar os jogos ao vivo, mas não foi liberado pela empresa, é uma boa!

Twitter – se você quer um minuto a minuto em 140 caracteres, com corneteiros de plantão e jornalistas direto da África do Sul, basta você criar uma conta no Twitter e seguir alguns nomes (jornalistas) do microblog.

Álbum de figurinhas – além da versão em papel, esse ano a Fifa colocou a disposição a versão online do famoso álbum de figurinhas. Para ter acesso ao álbum é necessário ter cadastro gratuito no site do Clube FIFA.com. Ao criar um perfil, o internauta recebe dois pacotes com cinco figurinhas cada. Diariamente, o usuário recebe mais dois pacotes. Se o colecionador se esquecer de entrar por um dia na conta, ele receberá os cromos acumulados no próximo acesso.

Jogos via PC- você pode assistir aos jogos de futebol ao vivo pela internet. Com um pequeno delay, mas você pode acompanhar os jogos da Copa pela web. Procure por canais Ustream.

Isso aumenta muito a maneira da pessoa se integrar-se no mundo tecnológico, assistindo espetáculos como jogos de futebol, e outras atrações do mundo da internet.

É necessário que o seu computador tenha a capacidade certa e uma boa conexão, assim você poderá assistir aos jogos de futebol sem problema algum.
A internet está tomanando ocupações tremendas de muitas coisas no mundo, mas que também facilita muitas coisas para nós.

Os colecionadores que completarem o álbum até o dia 16 de julho participarão de um sorteio. Os 100 premiados ganharão uma edição especial encadernada em capa dura com todos os cromos dos jogadores e estádios. Para ajudar, haverá alguns questionários do FIFA.com e de alguns parceiros comerciais.

Eu já comprei minha camisa pra torcer pela Seleção na Europa!

Surfando o sofá de um estranho – A dinâmica do CouchSurfing

De todas as redes sociais que eu participo, sem dúvida alguma o CouchSurfing (Surfando o sofá) é a que eu tenho menor participação do interesse do site, que é fornecer um sofá. Explico melhor.

Enquanto o Orkut pergunta “Who do you know?”(Quem você conhece?), o CouchSurfing é muito mais poético, verdadeiro, convidativo e caloroso: “Got Couch?” (Precisa de Sofá?). [essa frase é do Bruno.]

O CouchSurfing é uma  rede social que permite que os integrantes peçam hospedagem nas casas de colegas da rede com o intuito de aprender sobre as culturas dos locais que visitam, enquanto ensinam seus guests sobre sua cultura. Como o meu couch está indisponível, eu não recebo guests, mas às vezes encontro o pessoal nos meetings semanais.

A dinâmica do CS é bem parecida com a do Orkut e Facebook. O viajante monta seu perfil, posta suas fotos e começa a fazer as buscas por um sofá disponível. O usuário pode aceitar ou não recebê-lo. Se ele não responder o pedido de couch, vai ficar visível aos usuários. O design é impecável, além da integração com o Google Maps durante a bsuca por couch. Essencial para quem faltou as aulas de Geografia.

Existem  ferramentas de proteção com o objetivo de preservar a segurança dos integrantes, que informam se seu couch está vago ou não. Os inscritos no projeto devem comprovar endereço e são avaliados por outros usuários por meio de comentários e vouchers que indicam quão confiável é o usuário. Caso o integrante seja “negativado” por 3 usuários, quem acessa a sua página é avisado do risco que pode estar correndo.

De acordo com pesquisas feitas pelo CouchSurfing com seus usuários, 99,6% dos encontros promovidos pelo site foram considerados positivos. E hoje, no universo dos viajantes, é cada vez mais comum encontrar pessoas que caem na estrada, não gastam um tostão para dormir e ainda fazem grandes amigos.

Mais estatísticas sobre o CS

Se você quiser conhecer mais sobre o projeto, assista a entrevista que o Alberto (embaixador do CouchSurfing em São Paulo) deu ao programa Urbano, do Multishow.

De sucesso garantido a case #fail

Foi assim a ação da Mars Brasil (fabricante também do M&Ms) para o chocolate Twix, no último dia 30 de maio em um estacionamento na Avenida Paulista, em SP.

A ação divulgada com ênfase em um hotsite e no Twitter rapidamente entrou para os trendings topics do Brasil porém a “chuva” de chocolates prometida pela ação nada mais foi do que uma garoa, de acordo com consumidores que deram sua opinião via Twitter.

O que era para ser um case de sucesso deu errado e gerou efeito negativo com repercussão em blogs, vídeos no Youtube e Twitter, por meio de tags como: #porratwix , #twixfail . Como lidar com situações ocmo essa, em que a empresa é “detonada” em uma terra sem lei (sim, impossível deter uma rede social)? Sem dúvidas o erro de planejamento fez a diferença nesse caso.

Segundo a Mars Brasil, fabricante dos Twix, foram jogados 16 mil tabletes de chocolate para um público de cerca de duas mil pessoas. Todo o trabalho foi manual, já que de acordo com a agência que idealizou o conceito da campanha, os “canhões” que iriam disparar os chocolates falharam. Perguntar se existia uma segunda opção me coloca como uma primária?

Segundo nota da empresa, o público foi além do esperado. Segue a íntegra:

“Depois de muita espera, enfim, aconteceu a Chuva de TWIX®. Durante de 2 minutos, choveu cerca de 16 mil chocolates, que fizeram a alegria das mais de 2 mil pessoas que participaram do evento.

Recebemos um público muito maior que o estimado e, para garantir a segurança de todos, tivemos que optar por restringir o acesso à área da chuva. Com isto, certamente também tiramos um aprendizado valioso de toda essa ação. Logo após o evento, a equipe de limpeza iniciou os seus trabalhos, garantindo a remoção de todos os chocolates e papéis picados no local e proximidades.

Agradecemos a presença e o entusiasmo de todos e nos desculpamos aos que não puderam fazer parte desta festa, pois sabemos do carinho e atenção com a nossa marca. Reforçamos que estaremos sempre próximos ao público oferecendo novas ações.”

Confira o vídeo da ação: